Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Quarteto vira opção para Mano

Sem Fred, Cruzeiro poderá optar por escalação inédita de armadores diante do América, deixando Raniel como alternativa. Mano testou as variações nos últimos treinamentos


postado em 16/02/2019 05:08

Com o retorno de Robinho, Raposa estuda a escalação de meio-campo também com Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Rafinha(foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS - 4/1/19)
Com o retorno de Robinho, Raposa estuda a escalação de meio-campo também com Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Rafinha (foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS - 4/1/19)


O Cruzeiro poderá ter formação inédita no clássico contra o América, amanhã, às 17h, no Independência, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro. Como Fred não foi a campo nenhuma vez nesta semana, o técnico Mano Menezes optaria pela entrada de Raniel ou por uma saída menos convencional, apostando em uma equipe sem atacante. Usaria quatro armadores, uma vez que Robinho está liberado para voltar depois de dois jogos melhorando o equilíbrio muscular.

O treinador gostou bastante do desempenho dos também armadores Marquinhos Gabriel, Rafinha e Rodriguinho. E não descarta a possibilidade de ter todos eles em campo – outro jogador da posição, Thiago Neves, está vetado devido a lesão muscular na panturrilha direita.

“Vamos esperar para tomar a decisão (sobre a escalação), é um pouco cedo ainda. Estamos avaliando a condição atual e um pouco para a frente também (para decidir). Amanhã (hoje) devemos tomar a decisão final”, afirmou Mano Menezes.

Segundo ele, algumas possibilidades foram testadas nas últimas duas semanas, mas colocá-las em prática depende de uma série de fatores. “O que a gente fez em termos de estratégia foi usar o jeito de jogar do ano passado nos primeiros jogos, pois era mais seguro e não havia tempo para treinar. Agora, estamos fazendo variações nos treinamentos, nesta ou naquela formação. Pretendíamos até estender um pouco mais, mas o Thiago Neves não deixou. Estamos alinhavando algumas coisas agora. E também não precisamos rodar tanto (com jogos só aos finais de semana)”, disse.

O treinador pretendia até testar formação com Thiago Neves e o recém-contratado Rodriguinho juntos. Afinal, em menos de três semanas a equipe vai estrear na Copa Libertadores, prioridade no ano, e precisa ter opções, principalmente porque enfrentará adversários mais bem preparados. “Como não foi possível, vamos entrosando algumas outras coisas agora.”

DEFESA
Atrás, o time não deverá ter novidades, com Dedé e Leo formando a dupla de zaga e Edílson e Egídio nas laterais. Protegendo a defesa, Henrique está escalado. Há indefinição sobre quem estará a seu lado. Ariel Cabral, Lucas Romero e Lucas Silva brigam pela vaga.

Hoje pela manhã, os atletas fazem o último treino em campo antes do clássico. A promessa é de concentração total, uma vez que o América já mostrou força neste Mineiro, tendo os mesmos 14 pontos que o Cruzeiro, mas levando vantagem nos critérios de desempate.

“Sempre que enfrentamos o América é um jogo nivelado, muito parelho, sempre temos essas dificuldades. Natural que aconteça, porque é um clássico local. A gente sempre enfrenta o América de igual para igual, porque eles também vão querer nos vencer. Vai ser briga pela liderança, um clássico bem disputado. Vamos fazer o nosso melhor para que conquistemos a vitória”, destacou o volante Henrique.


ESTRELADAS..
De volta

O auxiliar técnico James Freitas está de volta ao Cruzeiro. Ele trabalhou no clube na vitoriosa campanha da Copa do Brasil de 2017 e agora vai tentar repetir o feito e aumentar o currículo vencedor. O retorno foi possível depois da saída de outro auxiliar de Mano Menezes, Júnior Lopes, que pediu demissão na semana passada por motivos particulares.

ESGOTADOS

Não há mais ingressos para a torcida do Cruzeiro para o clássico contra o América. Em apenas seis horas, os cruzeirenses esgotaram os bilhetes colocados à venda na bilheteria do Ginásio do Barro Preto a R$ 24 – seriam 2,3 mil.


Publicidade