Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Galo terá casa cheia na busca pela vaga

Torcida do Atlético esgota ingressos para a partida decisiva de amanhã, contra o Danubio, no Independência, pela Copa Libertadores


postado em 11/02/2019 05:04

"A torcida fez a parte dela, não tem mais ingresso, e agora faltamos nós. Uma coisa é certa: não vamos jogar para defender a vantagem que temos" Levir Culpi, treinador do Atlético (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 7/1/19)


A torcida atleticana já fez sua parte, esgotando os ingressos para a partida contra o uruguaio Danubio amanhã, às 19h15, no Independência, pelo jogo de volta da fase preliminar da Copa Libertadores. Agora, é a vez de o time alvinegro retribuir a confiança. Este é o pensamento do técnico Levir Culpi, que poupou seus principais jogadores da viagem a Poços de Caldas, onde a equipe reserva do Galo venceu a Caldense por 1 a 0, no sábado à tarde, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.

“A torcida fez a parte dela, não tem mais ingresso e agora faltamos nós. Uma coisa é certa: não vamos jogar para defender a vantagem que temos. Não é o conceito do time, da camisa. O conceito é jogar para vencer. É um DNA no qual não posso mexer”, afirmou Levir depois do triunfo pelo Estadual.

Na partida de ida, na semana passada, em Montevidéu, o Atlético esteve na frente do placar duas vezes, mas permitiu o empate do Danubio, por 2 a 2. O veterano Ricardo Oliveira foi o nome da partida fazendo os dois gols atleticanos. Ele abriu o placar aos 29min, mas Federico Rodríguez empatou nos acréscimos do primeiro tempo. Na etapa final, o experiente centroavante voltou a balançar as redes aos 31, porém, o lateral-direito Sergio Felipe igualou pouco depois, aos 34.

Mesmo assim, o resultado não chegou a ser lamentado, já que o Galo se classifica para a próxima fase do torneio continental com empate sem gol ou por 1 a 1, além do triunfo. Em caso de outra igualdade por 2 a 2, a vaga será definida nas cobranças de pênalti. Quem passar, vai encarar o vencedor do duelo entre Defensor-URU e Barcelona de Guayaquil-EQU – os equatorianos venceram por 2 a 1 o confronto de ida, em Montevidéu.

“O time tem que ser inteligente, temos vantagem e é possível que em alguns momentos administremos isso. Dependerá de como estará o jogo”, destacou Levir.

MUDANÇAS O comandante alvinegro avisou que a base que foi a campo no duelo de ida será mantida. As atuações do lateral-direito Guga, contratado ao Avaí, têm animado a torcida. Levir até elogiou a partida que o lateral fez em Poços de Caldas, mas não confirmou se mexerá no lado direito, atualmente ocupado por Patric.

“A base do Uruguai vai ser mantida, não pode ser diferente. Tem que dar continuidade para aquele grupo, tivemos um primeiro duelo lá no Uruguai. Algumas coisas que a gente pode modificar, inclusive o Guga”, disse o treinador, ao ser questionado sobre o jogador.

Ontem, quem não viajou para o Sul de Minas treinou à tarde na Cidade do Galo. A última atividade será hoje à tarde, fechada à imprensa.


Publicidade