Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Coadjuvante que nada!

Último reforço do Atlético, Bolt foi além da boa impressão ao marcar um gol e dar uma assistência em dois jogos. Novatos prometem brigar por vaga também no meio e na defesa


postado em 07/02/2019 05:07

Na estreia, diante do Guarani, Maicon Bolt balançou as redes e mostrou desenvoltura técnica: disputa por posição com Chará e Luan(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
Na estreia, diante do Guarani, Maicon Bolt balançou as redes e mostrou desenvoltura técnica: disputa por posição com Chará e Luan (foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)


Com um grupo praticamente formado, o Atlético foi ao mercado em 2019 buscar peças pontuais em posições definidas pelo técnico Levir Culpi para incrementar o time titular. Depois de cinco jogos pelo Campeonato Mineiro e da estreia na Copa Libertadores com empate por 2 a 2 com o Danubio, os reforços já começam a aparecer na equipe, o que projeta concorrência acirrada em breve.

Hoje, Réver e Igor Rabello formam a zaga, enquanto o lateral-direito Guga, o volante Jair e o atacante Maicon Bolt impressionaram positivamente a comissão técnica alvinegra por causa das boas atuações com a camisa alvinegra – Jair estreou como titular com gol e foi um dos melhores em campo na goleada por 4 a 0 sobre a URT. Já o armador Vinícius foi titular contra o Guarani, com atuação discreta.

Contratado para ser uma peça a mais de velocidade no grupo, Maicon Bolt foi o que teve maior participação ao ser acionado. Ele marcou um dos gols da vitória sobre o Guarani por 2 a 0, no fim de semana, com formação mista, e deu assistência para Ricardo Oliveira balançar as redes pela segunda vez diante do Danubio, no Uruguai. O jogador de 28 anos perdeu parte da pré-temporada com os companheiros em janeiro e demorou a estrear pelo Galo.

Revelado pelo Fluminense em 2009, o atacante ganhou elogios de Ricardo Oliveira depois da partida contra os representantes uruguaios: “Ficamos felizes com a incorporação do Bolt ao nosso grupo. Ele é um jogador de qualidade e demonstrou isso no jogo passado. Ele fez um gol e mostrou que tem passe muito bom. Nem digo que tem cruzamento. Eu estava de fora contra o Guarani e vi que ele tem qualidade no passe. Esperamos que ele nos ajude bastante durante este ano”.

O novato deixou o Antalyaspor-TUR na última temporada e voltou ao futebol nacional depois de 10 anos. Nesse período, ele admite ter evoluído em fundamentos como finalização e arrancadas com a bola. Agora, pode ser uma opção importante de Levir para eventualmente substituir Luan ou Chará, que tiveram desempenhos burocráticos diante do Danubio. “Preciso de maior ritmo de jogo, algo que vai melhorar daqui pra frente. Fico feliz de marcar o gol e ter dado o passe para o Ricardo. Espero que isso ocorra mais vezes”, comemora Bolt.

ESPAÇO Levir mais uma vez mesclará a equipe no duelo de sábado com a Caldense, às 16h30, no Sul de Minas. Isso abre espaço para que possivelmente Guga, Jair, Vinícius e Bolt possam mais uma vez começar uma partida. Outro que provavelmente ganhará chance é o zagueiro Maidana, cujo último jogo foi diante da URT – ficou no banco no Uruguai. Os titulares ficarão se preparando para o confronto de volta com o Danubio, terça-feira, no Independência.


ENQUANTO ISSO....
Nova contusão

Operado em 11 de julho, o volante Gustavo Blanco terá de voltar à mesa de cirurgia mais uma vez por causa de lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. O jogador, de 24 anos, se contundiu durante treino na tarde ontem, na Cidade do Galo, e não há previsão de volta aos gramados. A nova intervenção ainda será marcada, mas normalmente o afastamento é de ao menos seis meses. Blanco foi liberado pelo departamento médico em 26 de janeiro, depois de seis meses de recuperação da primeira intervenção cirúrgica. Ele estava aprimorando a forma física e o clube tinha expectativa de utilizá-lo na fase preliminar da Copa Libertadores –  foi inscrito na competição com a camisa 25. Contratado em meados de 2017 do Bahia, depois de boa passagem no América, o volante soma 36 jogos com a camisa alvinegra e um gol marcado. Em 2018, participou de 28 partidas, com 1.651 minutos em campo e o citado gol, contra o contra o Ferroviário-CE, pela Copa do Brasil. A última vez que entrou atuou foi em 13 de junho, na vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, no Independência, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.


ATLETICANAS...
Libertadores

O Atlético começou ontem a venda on-line dos ingressos para o jogo contra o Danubio. Os preços vão de R$ 30 (Especial Minas para sócios) a R$ 400 (camarotes com bufê). Associados Galo na Veia Preto têm entrada assegurada. A compra pode ser feita por meio do site galonaveia.com.br. A comercialização física será a partir de segunda, caso haja bilhetes restantes (carga total de 22,5 mil).

Em vantagem

No primeiro confronto que define o adversário do vencedor de Atlético ou Danubio na próxima fase da Libertadores, melhor para o Barcelona de Guayaquil-EQU, que bateu o Defensor-URU por 2 a 1, em Montevidéu. Esterilla abriu o placar para os visitantes, Navarro igualou, mas Arreaga fez o segundo. Os times voltam a se enfrentar na terça-feira, no Equador. Empate classifica os equatorianos.

Empréstimo

Sem espaço com Levir Culpi, o armador Dodô será reemprestado ao Fortaleza até dezembro. Para concluir a negociação, o jogador de 24 anos renovou o vínculo com o Galo até o fim de 2020. O clube mineiro receberá uma compensação em dinheiro pelo acerto. Dodô atuou pelo tricolor cearense no ano passado e se destacou no acesso à Serie A.


Publicidade