Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Son Salvador: Elenco


postado em 05/02/2019 05:02

(foto: Son Salvador)
(foto: Son Salvador)


Ao contrário do que muita gente pensa, é impossível, principalmente no futebol brasileiro, montar um time com 11 craques. Então, sabemos que se alguns estão acima da média técnica, outros terão que se destacar pela vontade – e pela forma atlética. Vejo muita rotulação e me lembro do genial Nelson Rodrigues, que afirmou com absoluta autoridade que toda unanimidade é burra. Pior que isso, ela costuma vir carregada de preconceito e cumplicidade maldosa.

MEXEU COM UM....
Alguém afirma que determinado jogador é ruim, e como um coral bem ensaiado ouvimos a repetição insana. Digo isso porque tenho visto jogadores esforçados e lutadores, que até contam com o apoio dos treinadores, sendo detonados na maioria das vezes sem razão.

OPERÁRIO
Por exemplo, numa Libertadores é importante contar com craques, mas se você não tiver em sua equipe aqueles jogadores que pegam pesado, que encaram a truculência imposta pelos adversários, você não chega a lugar nenhum. Então, vamos com calma. Ainda há pouco vi dois laterais atuando pelo Atlético, de um lado o Carlos César, aquele jogador do tipo voluntarioso, do outro, Guga, com estilo moderno, com mais afeição ao ataque. Os dois foram muito bem, ambos contribuíram com os dois gols marcados. Foram bem, é o que conta. Rotular um e encher a bola do outro seria injusto. Serão úteis. E o Levir sabe disso.

ALAS...
Interessante foi que o mesmo entusiasmo precoce também ocorreu com o lateral do Cruzeiro. Mano Menezes, com seu jeito direto e realista, teve que ouvir elogios a Orejuela, lateral que atuou contra o Villa Nova de Nova Lima. Pois bem, ele botou um ponto final no debate quando disse que o titular é o Edílson. É que o treinador cruzeirense sabe que precisa contar com a confiança do elenco, precisa ser justo. E que uma coisa é disputar o Estadual, outra é encarar uma disputa internacional.

CAMISA 9
E o Cruzeiro vai ajeitando sua peça de ataque. Fred está regulando, e Raniel entra e também marca. Em que pese o nível dos adversários, centroavante precisa de confiança, precisa estar sempre fazendo seus gols. A autoconfiança é fundamental.

FORTÃO
Felipe Mello não é bobo. Sempre que apronta em campo, busca brigar com um adversário inferior fisicamente. Contra o Corinthians, no meio da confusão, ele viu um baixinho e tentou chegar junto. Se deu mal, o Fágner não afinou, encarrou o grandalhão e não recuou. Bem feito!

GRANDE ITUANO
Em menos de um mês transformaram o Sampaoli em treinador genial. O Santos estava jogando bem e o moço era uma mistura de treinador com mágico. Pegou um time limitado e conseguiu dar padrão de jogo, atuando num sistema moderno, como dizem os especialistas moderninhos, com duas linhas de quatro mais um avançado e um goleiro aprendendo a jogar com os pés. Pois bem: esqueceram de avisar para o Ituano que o Santos era invencível. E, como em Itu tudo é grande, o resultado do embate entre as duas equipes foi uma goleada de 5 a 1. Que dureza!!!

RESUMO
Neymar tentou jogar sem cair, tentou superar uma falta, duas... mas foi agredido e, de novo se contundiu. E ainda há gente achando que o agressor está com a razão... É que o atacante desperta um certo tipo de inveja que cega muita gente.


Publicidade