Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Jogo ruim, mas liderança mantida


postado em 04/02/2019 05:09

O América, de Matheusinho, ficou no empate com o Patrocinense: jogadores e comissão técnica acusaram cansaço(foto: Estevão Germano/América/Divulgação)
O América, de Matheusinho, ficou no empate com o Patrocinense: jogadores e comissão técnica acusaram cansaço (foto: Estevão Germano/América/Divulgação)

Mesmo com um futebol sem brilho, o América manteve a liderança do Campeonato Mineiro, chegando a 11 pontos, ao empatar em 0 a 0 com o Patrocinense, no Estádio Pedro Alves do Nascimento, no Alto Paranaíba, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. O adversário segue na quarta posição, que é seu principal objetivo na competição.

Foi o pior jogo do América na temporada, o que mereceu críticas do técnico Givanildo Oliveira. “Fizemos um primeiro tempo ruim, pois o time não se encontrou. No intervalo, conversei com os jogadores e mudamos a maneira de jogar. Foi preciso fazer alguns ajustes. Aí, sim. Fomos melhores no segundo tempo, embora eles tenham tido chance de marcar, mais claras que as nossas. Mas conseguimos acuar o adversário em seu campo.”

O treinador, porém, disse que é preciso levar em consideração o desgaste do Coelho, ao fazer duas viagens longas em uma semana (1.255 quilômetros de ônibus, sem incluir o retorno de ontem a Belo Horizonte). “Fomos a Tombos e depois viemos para cá. Mal deu para treinar. Foi apenas um treino no início da semana e um no sábado. Mas agora vamos ter tempo, pois só voltamos a jogar no sábado”. Ele dará folgo hoje aos jogadores, que se reapresentarão amanhã.

O fato de o América acumular menos jogos neste mês pelo Mineiro agrada ao treinador. “Fica mais fácil, pois não teremos de nos preocupar em entrar em campo três vezes na semana, o que é muito desgastante, principalmente porque a pré-temporada foi muito curta. E também não viajaremos para o próximo jogo, o que é um alívio.”

RECLAMAÇÃO E as longas viagens em pouco tempo incomodaram, a ponto de os atletas reclamarem da situação. “Estamos desgastados pelas duas viagens. Precisamos descansar um pouco para nos recuperar. Mas o mais importante foi que conseguimos somar pontos nesses dois jogos. Não perder em Patrocínio foi importante, pois nos manteve na liderança.”

Felipe Azevedo, que aos poucos vai se firmando no time titular, voltou a ter uma boa atuação. Para ele, o time jogou bem. “Foi uma partida difícil. Sabíamos que seria assim. Mas conseguimos atacar. Buscamos o gol. Infelizmente, não marcamos. É preciso entender que passamos por um momento difícil, que temos de conciliar viagens e jogos. Apesar disso, tivemos uma boa atuação.”

O técnico Givanildo fez apenas uma substituição, colocando Jonatas Belusso na vaga de Júnior Viçosa. O treinador disse que entendeu que era preciso mexer apenas naquele setor para tentar buscar a vitória. Ele não adiantou se pretende começar com Belusso no jogo de sábado, contra a URT, no Independência.

Patrocinense
Júlio César; Ângelo, Betão, Diego Borges e Ian Barreto; Bruno Moreno, Arilson, Davi e Dedê (Fernando 42 do 2º); Felipe Alves (Otacílio Neto, 40 do 2º) e Pavani
Técnico: Wellington Fajardo

América
Fernando Leal; Leandro Silva, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho; Felipe Azevedo, Júnior Viçosa (Jonatas Belusso 22 do 2º) e Marcelo Toscano
Técnico: Givanildo Oliveira

Estádio: Pedro Alves do Nascimento
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Márcio Eustáquio Souza Santiago e Samuel Henrique Soares Silva
Cartão amarelo: Ian Barreto
Pagantes: 2.981
Renda:
R$ 69.437
Próximos jogos: URT (c), Cruzeiro (c) e Boa (f)


Publicidade