Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Embalo para Libertadores

No jogo que 'afinou' o time para a estreia na competição continental, Atlético goleia


postado em 31/01/2019 05:03

Nos 4 a 0 sobre a URT, o atacante Chará voltou a balançar as redes pelo Galo, quebrando jejum de seis meses(foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS)
Nos 4 a 0 sobre a URT, o atacante Chará voltou a balançar as redes pelo Galo, quebrando jejum de seis meses (foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS)


Parecia mais um treino de luxo com o apoio dos torcedores. Com clima de festa das arquibancadas, belos gols e jogo sem sustos, o Atlético fez o que se esperava em seu último teste com time completo antes da estreia na Copa Libertadores, semana que vem, no Uruguai, diante do Danubio. A tranquila goleada de ontem por 4 a 0 sobre a URT, no Independência, pelo Campeonato Mineiro, foi fundamental para a equipe ganhar entrosamento e confiança a poucos dias do mata-mata pela competição internacional.

A partida teve como destaque o belo gol de cobertura do volante Jair, que estreou como titular com as ausências do suspenso Adílson e do poupado Zé Welison. Outra atração foi a boa atuação de Ricardo Oliveira, que balançou as redes duas vezes (um deles em claro impedimento) e chegou aos cinco em três jogos em 2019 – marcou pela 100ª vez desde que retornou ao futebol brasileiro. O colombiano Chará (também impedido) voltou a deixar a sua marca, interrompendo jejum que vinha desde julho.

Um dos melhores da noite, Jair explicou que a origem do belo gol veio dos tempos em que atuava nas quadras. “Quando joguei futsal, sempre gostei de fazer gol de cavadinha. Hoje deu certo, coroando a bela vitória”. Ex-jogador do Sport, ele ganhou o coração da torcida ao dar um carrinho e tomou uma bola no meio-campo. No segundo tempo, todo o estádio explodiu quando ele recebeu de Luan na direita, deu uma gaúcha num adversário e completou com toque de qualidade, encobrindo o goleiro Marcão.

O resultado encerra alguns questionamentos momentâneos sobre a equipe alvinegra, que havia perdido diante do Tombense (com uma formação C) e empatado o clássico com o Cruzeiro por 1 a 1, no Mineirão. Na visão do lateral-direito Patric, o esforço feito até o momento será recompensado: “Trabalhamos bem, fizemos o que tinha de ser feito. Todos que estão chegando estão entendendo a filosofia da equipe. A gente quer vencer sempre. Agora, vamos evoluindo para estar nessa projeção. Neste ano temos grupo para brigar por objetivos ambiciosos e conquistar títulos”.

O técnico Levir Culpi considera que a atuação foi dosada, sobretudo em função da proximidade do duelo de terça-feira no Uruguai. “Temos de controlar um pouquinho. A rotação do jogo contra o Danubio vai ser completamente diferente. Libertadores tem outra conotação. O próprio estilo de jogo dos uruguaios é diferente. É isso que nos preocupa: o ritmo dos 90 minutos. Mas os atletas são experientes e sabem que é preciso preparação adequada se quisermos vencer pela Libertadores”.

TIME RESERVA Levir confirmou que mandará um time reserva contra o Guarani, sábado, às 19h, no Horto. Enquanto isso, os titulares ficarão na Cidade do Galo se preparando. Ao longo dos próximos dias, as atenções estarão voltadas para os médicos do clube. O zagueiro Réver (incômodo na coxa esquerda) e o volante Zé Welison (dor no joelho direito) precisam se recuperar para estar presente na estreia do torneio continental. Levir admite cautela para colocar os atletas em campo. “Estamos confiantes, mas jogo da Libertadores envolve mais desgaste”, afirma o treinador.

 

Atlético 4x URT 0
Atlético
Victor; Patric (Guga 26 do 2º), Maidana, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair (Neto 24 do 2º), Elias, Cazares, Luan e Chará; Ricardo Oliveira (Leandrinho 30 do 2º)
Técnico: Levir Culpi
URT
Marcão; Douglas Maia, Gladstone, Marcus Vinícius e Djalma; Derli, Rodney, Kaio (Juninho Potiguar 10 do 2º), Carrara (Ewerton 26 do 2º) e Patrick (Jonathan 36 do 2º); Reis
Técnico: Sidney Morais
4ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Independência
Gols: Ricardo Oliveira 24 e 31 do 1º; Jair 9 e Chará 40 do 2º
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Luís Antônio Barbosa e Douglas Almeida Costa
Cartão amarelo: Jair, Derli, Patric e Jonathan
Cartão vermelho: Maidana
Pagantes: 11.214
Renda: R$ 100.913
Próximos jogos: Guarani (c); Caldense (f); Tupi (f)
Atleticanos suspensos: Elias e Maidana

Atleticanas

 

Tardelli vem aí?
Sem clube, o atacante Diego Tardelli, de 33 anos, revelou à CBF TV que cogita deixar a China, onde atuava pelo Shandong Luneng. A declaração provocou grande movimentação entre torcedores atleticanos no Twitter, com a hashtag #VoltaTardelli liderando os assuntos mais comentados. O diretor de futebol, Marques, amigo do atacante, negocia a volta, mas admite que o acerto é difícil, sobretudo pelo alto salário que recebia – em torno de R$ 1 milhão mensais. O Corinthians também sondou o atleta.

Otero voltando
O Atlético deve ter o retorno do venezuelano Otero a partir de julho. O Al-Wehda, da Arábia Saudita, não pagou a primeira parcela de R$ 10,4 milhões referente à compra dos direitos econômicos do jogador em 31 de dezembro. No ano passado, o Galo recebeu 5 milhões de euros (R$ 20 milhões) pelo empréstimo de um ano. Agora, fica na expectativa de negociar o jogador em definitivo com outro clube. Caso não consiga vendê-lo, ele se representará ao grupo.


Publicidade