Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

No Mineiro, time 100%


postado em 24/01/2019 05:02

David marcou o gol da Raposa, mas deixou o campo por causa de contusão na coxa esquerda: atacante passará por exame(foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS)
David marcou o gol da Raposa, mas deixou o campo por causa de contusão na coxa esquerda: atacante passará por exame (foto: ALEXANDRE GUZANSHE/EM/D.A PRESS)

 

Em um jogo em que usou apenas seis titulares e teve a estreia de dois dos sete contratados deste ano, o Cruzeiro venceu o Patrocinense por 1 a 0, ontem à noite, no Mineirão. De positivo, além dos três pontos, as estreias do lateral-direito Orejuela, que mostrou qualidades tanto na defesa quanto no ataque, e do volante Jadson. E a volta do atacante Fred, que começou de máscara para proteger fratura no nariz e a tirou ainda no primeiro tempo. Já a preocupação ficou com o atacante David, autor do gol no fim do primeiro tempo, mas que deixou a partida logo aos 3min da etapa final reclamando de contusão na coxa esquerda.

“As estreias foram boas. Jadson iniciou com um pouquinho de dificuldade, depois se encontrou. Orejuela também foi bem, é audacioso no ataque, incisivo, além de não ser preguiçoso para voltar. Eles vão melhorar. Já o David, vamos esperar. Ele fará exame e poderemos avaliar melhor”, disse o técnico Mano Menezes, que também colocou o zagueiro Murilo, os volantes Ariel Cabral e Lucas Romero para começar jogando.

Melhor entrosado, o time do interior deu muito trabalho. No primeiro tempo, poderia ter aberto o placar com Dedê, aos 16min, mas ele pisou na bola no momento de finalizar. Como não o fez, acabou sendo castigado aos 43min, com David completando de cabeça cruzamento de Egídio. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

Por ter reclamado da arbitragem, o técnico do Patrocinense, Wellington Fajardo, foi expulso no intervalo. Já o Cruzeiro perdeu David, contundido, ainda com 3min da etapa final, entrando Sassá. O que não mudou foi o panorama, com os donos da casa lentos e a equipe do interior buscando o contra-ataque. Em um deles, aos 23min, Aílson ganhou na corrida dos marcadores, mas, ao finalizar já dentro da área, parou em Fábio, que fez grande defesa. O goleiro celeste ainda trabalhou duas vezes na sequência, cobrando mais atenção dos companheiros.

O time azul só levou perigo em bola parada, aos 29min, quando Leo cabeceou para boa defesa de Júlio César. Nove minutos depois, Fred fez o camisa 1 trabalhar em chute rasteiro, sem ângulo. Na sequência, Sassá acertou o travessão. Já aos 42min, o camisa 99 avançou livre em contra-ataque, mas, dentro da área, demorou a finalizar e foi travado por Ian Barreto.

VOLTAS Agora, o Crueiro vai se preparar para o clássico com o Atlético, domingo, às 11h, no Mineirão. A equipe deve ter a volta de jogadores importantes, como o zagueiro Dedé, o volante Henrique e o armador Rafinha, poupados ontem. Outro com chance de jogar é Thiago Neves, que sofreu estiramento na panturrilha durante a pré-temporada. (PG)


Publicidade