Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Doces e sobremesas

Goiabada cascão

Receita fornecida por Iracema Antunes dos Santos, de Salinas: (38) 3841-1835


postado em 07/04/2017 09:20

(foto: Marcos Michelin/EM)
(foto: Marcos Michelin/EM)

Ingredientes:

- 8 kg de goiaba vermelha

- 1 kg e meio de açúcar cristal

Material:

- Fôrmas retangulares

Laticínios:

- Muçarela, requeijão, ricota e manteiga são alguns dos produtos da marca Laticínios Sete, fabricados pela Cooperativa Regional de Produtores Rurais de Sete Lagoas. As iguarias podem sem compradas facilmente no comércio da cidade.

Modo de Preparo:

Retirar e desprezar as sementes e descascar as goiabas. Pesar as frutas e usar 4 kg, que é a medida necessária para a quantidade de açúcar da receita. Lavar as goiabas e levar ao fogo médio, em um tacho de cobre, com o açúcar sempre mexendo. Cerca de uma hora depois, quando o doce começar a desgrudar do fundo do tacho, retirar uma pequena porção e pôr em um copo com água fria, para medir o ponto. Se a porção formar uma espécie de balinha, o doce está pronto.

Retirar do fogo e despejar em formas forradas com papel filme.



Do quintal para o fogão

(foto: Marcos Michelin/EM)
(foto: Marcos Michelin/EM)

Da cozinha da casa de dona Jandira também saem doces de mamão, de figo, de leite e uma goiabada cascão daquelas de deixar qualquer um enlouquecido. É a filha Maria da Conceição Dias, a Maricota, quem prepara esses manjares com o auxílio da mãe. A goiaba vem dos fundos da casa e, quando falta, não é difícil conseguir com outros moradores da região. Na lida dos tachos há 16 anos, Maricota considera o ofício, antes de tudo, um programa de lazer.

Apesar de a produção ser pequena, ela tem nos doces um complemento para a renda da casa. "Foi o doce que pagou o material escolar das crianças e hoje ele ajuda a pagar outras contas", conta. Mas nem todo o produto é vendido. Uma parte, segundo ela, é dada a vizinhos e amigos. Na pacata Fazenda Velha, é desse jeito. O que é produzido na cozinha de um, logo vai para a casa do outro. Não há truques nas receitas que não sejam compartilhados e o maior prazer está em trocar figurinhas sobre a culinária.

E assim, tecendo as mais variadas teorias sobre a arte de fazer doces, desfrutamos da companhia de Maricota, saboreando dois ícones do nosso estado: a goiabada com queijo e a boa prosa de nossa gente.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade