Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Acompanhamentos

Bacalhau yves alves

Receita fornecida por Nancy de Souza, de Tiradentes: (32) 3355-1162


postado em 24/02/2017 08:20

Ingredientes:

- (Para um prato)

- 1 posta de 400 g de bacalhau dessalgado

- 500 ml de leite

- 500 ml de água filtrada

- 4 batatinhas

- 3 dentes de alho inteiros e com casca

- 4 couves de bruxelas

- 5 tomates-cereja

- 6 azeitonas pretas

- 1 folha de couve

- 1 cebola branca fatiada

- 1 cebola roxa fatiada

- 2 folhas de sálvia

- 1 folha de louro

- Alecrim a gosto

- Azeite de oliva extra virgem

A galope:

- Chegando a Tiradentes, esqueça o carro e delicie-se com caminhadas que lhe abrirão ainda mais o apetite, ou com o divertido e romântico passeio de charrete pelas ruas históricas da cidade. Elas ficam estacionadas perto dos principais pontos turísticos.

Modo de Preparo:

Levar o leite com a água ao fogo. Quando ferver, pôr a posta de bacalhau, com cuidado para não desmanchar. Deixar por três minutos. Retirar o bacalhau e retirar o máximo de espinhas possível, sem desmanchar a posta. Reservar. Cozinhar as batatas com casca e com sal. Depois de cozidas, bater em cada uma delas com o punho fechado, com cuidado para não romper completamente as cascas. Levá-las ao forno com o alho com a casca (que será retirada depois de ir ao forno), as azeitonas e os tomates (com a casca), regadas com azeite e salpicadas com alecrim.

Retirar quando as batatas estiverem gratinadas. Em uma panela, saltear o pimentão e a couve de bruxelas em 30 ml de azeite. Em uma frigideira, saltear as cebolas em 30 ml de azeite. Aferventar a folha de couve sem o talo. Selar o bacalhau no restante do azeite e serví-lo por cima da folha de couve em um prato acompanhado dos demais ingredientes.



Sem pressa para saborear

Esqueça o relógio, o telefone celular e qualquer outra coisa que marque o tempo. Ao entrar no Restaurante Santíssima Gula, seu único compromisso deve ser com o prazer de degustar comidas preparadas no capricho e para quem se senta à mesa. Nada pré-cozido ou congelado. Nada rápido ou enlatado. Ingredientes frescos, temperos e folhas colhidas na própria horta e olhares atentos e cuidadosos fazem parte deste que é um verdadeiro ritual da casa.

Adepta da chamada comfort food, que é o contrário de fast food e remete às emoções e lembranças causadas pelo paladar, a chef carioca Nancy de Souza cultiva uma relação de afeto com tudo o que toca em sua cozinha. O amor vem da infância, quando, escondida da avó, brincava com panelas no quintal. "Minha avó me criou como seu fosse uma princesa. Não podia mexer na cozinha", recorda. A culinária tem espaço tão grande em sua vida que a visita até mesmo em seus sonhos.

"Às vezes, durmo com alguma dúvida sobre um prato e acordo com a solução", conta. Entre os sete menus de degustação do cardápio de Nancy, ela sugere o Yves Alves, que tem como prato principal um bacalhau tão colorido quanto apetitoso. Com a pressa deixada do lado de fora, mergulhamos nesta atmosfera, onde sabores e sensações falam mais alto.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade