Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Pratos principais

Sopa de inhame

Receita fornecida por Luiz Francisco da Fonseca, de Tiradentes: (32) 3355-2132


postado em 24/02/2017 09:50

(foto: Marcos Michelin)
(foto: Marcos Michelin)

Ingredientes:

- 400 g de inhame descascado e cortado em quatro

- Tempero caseiro a gosto

- 20 g de pimenta-fruta-de-macaco ou outra de sua preferência

- Louro em folhas a gosto

- Cheiro-verde a gosto

- 1 colher e meia (sopa) de óleo

Clássico:

- Tempere sua visita a Tiradentes com pitadas de tradição e charme. Não deixe de fazer o passeio de 12 quilômetros até São João del-Rei a bordo da maria-fumaça de 1881. Saiba os horários nas estações ferroviárias das duas cidades ou na Secretaria Municipal de Turismo, pelo telefone (32) 3355-1212.

Modo de Preparo:

Cozinhar o inhame por 30 minutos. Escorrer uma parte, deixando apenas um copo (americano) da água e refogar no óleo com o tempero e a pimenta. Bater no liquidificador com a água reservada e levar ao fogo por 10 minutos. Ele ficará com uma consistência cremosa. Salpicar cheiro-verde. Pode ser servida acompanhada de costela de porco.



Viagem pelos temperos

(foto: Marcos Michelin)
(foto: Marcos Michelin)

Chegar a Tiradentes é embarcar em uma máquina do tempo. Uma viagem que se torna ainda mais real quando se entra nos casarios e nas igrejas e se vê cercado de paredes que testemunharam episódios marcantes da história do Brasil. Com um pouco de imaginação, é possível até sentir um pouco daqueles fatos ocorridos em outros séculos. O exercício pode ser feito durante o almoço em um restaurante montado em uma casa de 1735, na Rua Direita, uma das mais tradicionais da cidade.

É o Restaurante Padre Toledo, que leva o nome de um dos articuladores da Inconfidência Mineira, como conta, com detalhes, o dono da casa, Luiz Francisco da Fonseca. Natural de Tiradentes, ele diz que o restaurante foi um dos primeiros do município, inaugurado numa época em que a denominação "turista" nem mesmo era usada, mas sim, a palavra viajante. "Em 1970, a cidade era carente de lugares para comer.

Quando vinha alguém, minha mãe fazia um frango, alguma comida típica. Foi, então, que ela decidiu montar a casa." Não só o tempo de funcionamento e o espaço fazem com que o lugar seja especial. Outros fatores, como funcionários com muito tempo de casa - é a mesma cozinheira há 48 anos - e a procedência dos ingredientes, contribuem para a singularidade. "As carnes, temperos, verduras e legumes vêm de nossa fazenda, a quatro quilômetros daqui", conta Luiz.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade