Publicidade

Estado de Minas NOVA AMEAÇA

Bolsonaro: 'Eleições democráticas somente com contagem pública dos votos'

Pelo Twitter, presidente parabenizou manifestantes por protestos a favor do voto impresso nas próximas eleições


01/08/2021 15:52 - atualizado 01/08/2021 16:14

Presidente da República aproveitou as manifestações para nova ofensiva contra as urnas eletrônicas(foto: Reprodução/jairmessias.bolsonaro/Facebook)
Presidente da República aproveitou as manifestações para nova ofensiva contra as urnas eletrônicas (foto: Reprodução/jairmessias.bolsonaro/Facebook)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou o Twitter na tarde deste domingo (1º/8) para voltar a defender a “contagem pública dos votos” nas próximas eleições.


“Parabéns ao povo brasileiro. Eleições democráticas somente com contagem pública dos votos”, escreveu o chefe do Executivo federal. A postagem aconteceu em meio às manifestações a favor do voto impresso puxadas por aliados neste domingo.

Em discurso também neste domingo, Bolsonaro disse que, "se preciso for", fará um convite para que o "povo de São Paulo" se pronuncie sobre mudanças no sistema de votação.

"Se o povo lá disser que o voto tem que ser auditado, que a contagem tem que ser pública, e que o voto tem que ser impresso, na forma como se propõe a PEC da (deputada) Bia (Kicis), tem que ser desta maneira", disse Bolsonaro.

 


O presidente não explicou por que e como seria feita uma eventual consulta à população de São Paulo sobre o voto impresso. O estado tem o maior colégio eleitoral do país.

Bolsonaro também não citou a possibilidade de consulta a outras unidades da Federação e não explicou por que apenas São Paulo seria ouvida.

Em discurso por telefone a apoiadores do voto impresso em Brasília, ele repetiu que, sem eleições "limpas e democráticas", "não haverá eleição" em 2022.

 

PEC em tramitação

 

A ideia do voto impresso está materializada na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/2019, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF). A proposta está em comissão especial da Câmara, que retomará os trabalhos na próxima semana, após o recesso parlamentar.

A tendência é de que a PEC seja derrotada. Nos últimos dias, Bolsonaro tem intensificado o discurso a favor do voto impresso, numa tentativa de emplacar a proposta no Congresso.

-->-->-->-->


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade