Publicidade

Estado de Minas POSICIONAMENTO

Queiroga nega que queira ficar na cadeira de ministro 'a qualquer custo'

Na CPI da COVID, ministro da Saúde afirmou que não pauta suas ações à frente da pasta temendo uma eventual exoneração


08/06/2021 16:39 - atualizado 08/06/2021 17:11

Queiroga afirmou que não teme ser exonerado(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Queiroga afirmou que não teme ser exonerado (foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou nesta terça-feira (8/6), durante a CPI da COVID, que tenha pautado suas ações a fim de garantir a permanência no cargo. "Eu vou trabalhar para ajudar o povo brasileiro a superar essa dificuldade sanitária", respondeu Queiroga ao senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

A intervenção de Vieira acontece após comentário do senador Marcos do Val (Pode-ES), que disse: "Não tem como cobrar do ministro que ele se sente aqui e critique o presidente da República. Ele pode ser exonerado". "E se ele for exonerado, vamos ficar de novo pelo amor de Deus, estamos sem ministro?", completou Do Val.

Segundo Queiroga: "Enquanto o presidente da República mantiver a confiança que tem em mim, estarei à disposição do governo e da sociedade brasileira".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade