Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Contagem, na Grande BH, tem disputa acirrada neste segundo turno

Marília Campos (PT) e Felipe Saliba (DEM) chegam à reta final empatados tecnicamente, segundo as últimas pesquisas, após o crescimento de votos antipetistas e de renovação


29/11/2020 04:00 - atualizado 29/11/2020 08:23

Eleitores de Contagem voltam às urnas hoje para escolher o novo prefeito entre Marília Campos e Felipe Saliba (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A.PRESS)
Eleitores de Contagem voltam às urnas hoje para escolher o novo prefeito entre Marília Campos e Felipe Saliba (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A.PRESS)
Contagem, na Grande BH, é o terceiro colégio eleitoral de Minas e terá disputa acirrada hoje, que pode ser decidida por idosos e por quem votou nulo ou se absteve no primeiro turno, cujo percentual é maior que a diferença entre os candidatos Marília Campos (PT) e Felipe Saliba (DEM) registrada no dia 15. As últimas pesquisas indicam empate técnico, confirmando tendência de crescimento do voto antipetista e de renovação no município. Marília tem 52,3% dos votos válidos e Saliba, 47,7%, segundo a última pesquisa do Instituto Soberano.

As mulheres são a maioria do eleitorado, com 232.064 votos (54,3%), ante 195.511 homens (45,7%). A população (133.885) entre 30 e 44 anos é a faixa etária que terá maior participação na eleição. O segmento entre 35 e 39 anos é o que tem maior quantidade de eleitores cadastrados: 47.423. Mas a terceira idade contagense pode decidir a eleição. Um desafio para Felipe Saliba, do DEM, e Marília Campos, do PT, é convencer esses eleitores a comparecerem às urnas hoje, por causa da pandemia do novo coronavírus. Os eleitores com mais de 60 anos somam 74.936. Esses votos estão além da diferença entre os dois candidatos no primeiro turno.

Quase 36% do eleitorado (153.184) têm ensino médio completo. Já 19% (81.412) declaram ter ensino fundamental incompleto. Pouco mais de 14% têm o superior completo e 12,54% ensino médio incompleto. Menos de 1% do eleitorado afirma ser analfabeto. No primeiro turno, Marília Campos recebeu 118.955 votos (41,84% dos votos válidos). Saliba ficou com 52.371 (18,42%). Além dos idosos, outro grande desafio dos candidatos é levar os quase 20% que não votaram no primeiro turno às urnas hoje. Mais de 85 mil eleitores não compareceram para votar no dia 15. Além disso, pouco mais de 10% anularam o voto. São mais 35 mil eleitores.

Os dois candidatos terão grandes desafios em Contagem. A cidade, com 660 mil habitantes, tem apenas um hospital público, o que pode ser insuficiente no caso de uma segunda onda de COVID. O município registra mais de 10,8 mil casos confirmados da doença e 446 óbitos. Somente neste mês, foram registrados 685 casos, o que representa 6,3% do total de notificações positivas.

Outro problema do próximo prefeito são os gargalos no trânsito. O sistema integrado de mobilidade, que abrange a criação de terminais integrados de ônibus, começou a ser implantado, mas parou. O Terminal Petrolândia foi inaugurado, mas dias depois a prefeitura afirmou ter que fazer ajustes no sistema e interrompeu a integração dos coletivos. Outros dois terminais tinham a promessa de conclusão ainda este ano, mas devem ficar para 2021.

Apesar de manter uma linha de  metrô, que liga a cidade a Belo Horizonte, o município não é todo servido pelo modal de transporte. Felipe Saliba promete criar novo linha de metrô na cidade e já se articula com senadores para trazer a participação do governo federal. Já Marília Campos quer finalizar a obra do sistema integrado de mobilidade e ampliar a frota de ônibus da cidade.

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita pelo celular no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade