Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Pedido de impeachment agita corrida na cidade


21/09/2020 04:00 - atualizado 21/09/2020 19:55

SANTA LUZIA(foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press - 9/9/04)
SANTA LUZIA (foto: Marcos Michelin/EM/D.A Press - 9/9/04)


Desde a cassação do mandato da prefeita Roseli Pimentel (PSB), em 2017, a alternância de poder em Santa Luzia, na Grande BH, se tornou verdadeira dança das cadeiras, com muita rivalidade e denúncias de improbidade. Eleito em 2018, Christiano Xavier (PSD) se tornou alvo de mais um processo de impeachment às vésperas das eleições. Na última terça-feira, a maioria dos vereadores da Câmara Municipal Luzia aceitou novas denúncias contra ele. Entre outras acusações, o prefeito responde por supostamente impedir o funcionamento regular da Câmara e não apresentar proposta orçamentária ao Legislativo.

Na mesma semana em que o pedido de impeachment foi aceito, o principal opositor de Christiano Xavier, o vereador e ex-prefeito interino de Santa Luzia Sandro Coelho, anunciou a desistência de sua candidatura. Em maio, Sandro foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa por usar as dependências de uma escola municipal para promoção política. Ele foi o principal adversário de Christiano na eleição extraordinária de 2018. Em carta aberta, Sandro Coelho afirmou que “o debate democrático está perdendo espaço para o jogo de mentiras e perseguições” e acrescentou que espera que a disputa deste ano seja “limpa, ética e responsável”. O PSL, partido de Sandro, confirmou o nome do acupunturista Hetore Viana como candidato à prefeitura.

Um dos candidatos que surgem nesse cenário indefinido é o padrinho político do prefeito, Denílson Martins (Podemos). Antes aliado de Christiano Xavier, hoje, o policial civil aposentado critica “a postura rígida e distante da identidade local” do prefeito. Outro nome que antes fazia parte do governo de Christiano e que hoje figura como oposição é o do vereador César Lara Diniz (PCdoB). O político já foi líder do governo na Câmara, mas abdicou do cargo por divergências ideológicas. A disputa ainda conta com nomes de peso, como José Raimundo Delgado (PV), prefeito de Santa Luzia entre 2005 e 2008, e Abrão Gracco (PSB), pré-candidato a vice-governador em 2018. Representante das minorias, a assistente social Conceição Nunes (PT), conhecida como Preta, e o ativista social LGBTQIA+ Cléber Rodrigues (Psol) também confirmaram as candidaturas.

CANDIDATOS

Abrão Gracco (PSB)    
César Lara Diniz (PCdoB)
Christiano Xavier (PSD)
Cléber Rodrigues (Psol)
Conceição Nunes (Preta) (PT)
Denílson Martins (Republicanos)
Hetore Viana (PSL)
José Raimundo Delgado (PV)



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade