Publicidade

Estado de Minas CRÍTICAS NA MÍDIA

Bolsonaro defende jornalistas conservadores, fala em perseguição na imprensa e ataca 'esquerda radical'

Presidente disse que comentaristas são perseguidos dentro da própria mídia por terem 'opinião' e serem 'independentes'


postado em 11/07/2020 20:58 / atualizado em 11/07/2020 21:32

Bolsonaro disse que jornalistas são atacados simplesmente por não serem críticos a seu governo(foto: Evaristo Sá/AFP)
Bolsonaro disse que jornalistas são atacados simplesmente por não serem críticos a seu governo (foto: Evaristo Sá/AFP)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou sua conta no Twitter para sair em defesa de quatro jornalistas e comentaristas conservadores que, segundo ele, sofrem perseguições por parte da própria imprensa e do que chamou de ‘esquerda radical’ que domina a mídia no país.

Segundo Bolsonaro, Luís Ernesto Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino têm em comum o fato de serem ‘independentes’ e terem ‘opinião própria’, assim sendo ‘considerados nocivos’ na mídia brasileira, ‘dominada pelo pensamento de esquerda radical’.

“Luís Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino possuem algo em comum, que é opinião própria e independência. Isso já é suficiente para serem considerados nocivos dentro de grande parte da mídia, hoje completamente dominada pelo pensamento de esquerda radical”, publicou Bolsonaro.

O presidente também afirmou não ter relação com nenhum dos quatro e que ‘por diversas vezes’ já foi ‘alvo’ de críticas dos jornalistas. Bolsonaro ainda falou sobre o cenário opinativo brasileiro e atacou a esquerda no país.

“Não tenho relação com nenhum desses. Inclusive, por diversas vezes, sou alvo de suas críticas. Mas no Brasil formou-se um cenário onde não ser radicalmente crítico a um governo conservador/liberal já é motivo para ilações e perseguições. A esquerda não respeita a democracia”, escreveu.

Jornalistas criticados caso a caso

Luís Ernesto Lacombe pediu demissão da Band no fim de junho após ser afastado para o que o canal chamou de uma reformulação no ‘Aqui na Band’. Também foram afastados o diretor Vildomar Batista, e a apresentadora Nathália Batista. As mudanças aconteceram depois que o programa recebeu o jornalista Allan dos Santos para debater sobre conservadorismo. Aliado do governo de Jair Bolsonaro, Allan é um dos principais investigados do inquérito das fake news, conduzido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Na ocasião, Lacombe teria confessado ser adepto da política conservadora, o que incomodou a direção do canal. Depois da demissão, ele abriu um canal no Youtube e viu seu números de seguidores aumentarem na casa dos 250 mil em poucos dias.

Leandro Narloch era comentarista da CNN Brasil até a última semana, quando foi demitido após ser acusado de homofobia em uma fala sobre doação de sangue por pessoas LGBTQI+. O jornalista se defendeu das críticas e lamentou as acusações do público e
as ações da emissora.

Caio Coppolla também é comentarista na CNN Brasil, no quadro ‘O Grande Debate’. O advogado vem sendo acusado de defender pautas controversas do governo Bolsonaro, se tornando um problema para a emissora após dois de seus debatedores pedirem demissão do bloco. Os também advogados Gabriela Prioli e Augusto Botelho faziam contraponto à visão de Coppolla e seguem em outras atrações do canal.

Por fim, Rodrigo Constantino é jornalista ‘liberal com viés conservador contra extremistas de todos os lados’, como diz em sua conta no Twitter. Assim como Bolsonaro, ele também usou sua página para criticar a pressão contra jornalistas conservadores no país e saiu em defesa de Caio Coppolla e de comentaristas liberais.



“Que pressão ridícula!!! A esquerda, acostumada a “debater” só dentro da bolha, não suporta a perda da hegemonia. A patota está pedindo a cabeça de todo conservador, gerando intriga. Nós damos audiência, turma! Por que será né?!”, publicou Rodrigo, que já foi centro de polêmicas por sua visão em comentários na Rádio Jovem Pan e coluna na Revista Veja, entre outros veículos. Hoje mora nos Estados Unidos e tem um blog na Gazeta do Povo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade