Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Alerj suspende prazos do rito de processo de impeachment contra Witzel

Suspensão foi decidida por unanimidade entre os deputados que participaram da sessão da comissão especial


postado em 24/06/2020 20:12 / atualizado em 24/06/2020 23:03

(foto: Agência Brasil)
(foto: Agência Brasil)
A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) decidiu suspender a contagem de prazos do processo de impeachment contra o governador Wilson Witzel (PSC). A comissão especial encarregada de analisar o pedido de afastamento do governador decidiu aguardar o recebimento de cópias de inquéritos policiais que investigam desvios na área da saúde do Estado antes de prosseguir com o rito.

Notificado na terça-feira, 23, sobre a abertura do processo de afastamento, Witzel teria dez sessões da Alerj a contar a partir desta quarta para apresentar sua defesa, mas agora a contagem está temporariamente suspensa.

A suspensão foi decidida por unanimidade entre os deputados que participaram da sessão da comissão especial desta quarta-feira. Ela foi proposta pelo relator, Rodrigo Bacellar (Solidariedade), que atendeu a pedido da defesa Witzel.

O grupo solicitou cópias dos inquéritos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal (PF).

A abertura do processo de impeachment de Witzel foi autorizada pela Alerj em 10 de junho, e atendeu à denúncia dos deputados Lucinha e Luiz Paulo, ambos do PSDB - havia ainda outros 13 pedidos de afastamento protocolados.

A situação do governador se complicou após a operação Placebo, da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca e apreensão contra ele. Eleito na esteira do discurso anticorrupção, o ex-juiz é acusado de estar envolvido com o esquema de desvios na Saúde em plena pandemia, por meio de fraudes em contratos. Ele nega qualquer envolvimento.

"Fui eleito tendo como pilar o combate à corrupção e não abandonei em nenhum momento essa bandeira. E é isso que, humildemente, irei demonstrar para as senhoras deputadas e senhores deputados", disse, logo após a abertura do processo de impeachment ser autorizada.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade