Publicidade

Estado de Minas

Em simulação de emergência, Palácio do Planalto é esvaziado em 4 minutos

Treinamento de evacuação visa preparar o resgate no local e está prevista no plano de segurança


postado em 24/05/2019 17:11 / atualizado em 24/05/2019 17:15

Segundo general, cerca de 500 pessoas que trabalham no Palácio participaram da simulação(foto: José Cruz/Agência Brasil)
Segundo general, cerca de 500 pessoas que trabalham no Palácio participaram da simulação (foto: José Cruz/Agência Brasil)
Servidores e funcionários que trabalham no Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo federal, em Brasília, passaram por um treinamento de evacuação do prédio na tarde desta sexta-feira (24). A simulação, que visa a preparar o resgate em caso de emergência, está prevista no plano de segurança do Palácio. Segundo o general Luiz Fernando Baganha, secretário de segurança e coordenação presidencial, o prédio foi esvaziado em 4 minutos e 11 segundos.

"Superamos nossa expectativa no treinamento. É um tempo mais que suficiente para retirada das pessoas em segurança", comemorou o general.

Ao todo, segundo ele, cerca de 500 pessoas que trabalham no Palácio participaram da simulação. O presidente Jair Bolsonaro, que está em viagem ao Nordeste, não participou. Entre os ministros que trabalham no Palácio, apenas Onyx Lorenzoni, chefe da Casa Civil, estava no local. Ele também participou do treinamento.

Baganha explicou que uma segunda fase da simulação, ainda sem data marcada, deverá ocorrer, dessa vez envolvendo forças de segurança e resgate do Distrito Federal, como Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e equipes do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade