Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Senador favorável a Coaf permanecer na Justiça volta a ser titular em comissão


postado em 09/05/2019 10:10

O senador Telmário Motta (PROS-RR) voltou a ser membro titular da comissão mista que discute a medida provisória da reforma ministerial no Congresso. Ele havia sido substituído pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN) e reclamou da troca alegando que foi tirado da titularidade pela liderança do bloco que reúne PT e PROS no Senado por ser favorável à manutenção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Além da volta de Motta, lideranças fizeram outras cinco alterações na comissão. Integrantes do Centrão, que tenta tirar o Coaf da pasta de Sergio Moro e devolver o órgão para o Ministério da Economia, não garantem que há votos para derrotar o governo nesse item. Dos 26 membros do colegiado, são necessários no mínimo 14 votos para aprovar ou rejeitar uma medida.

A comissão deve votar o parecer do relator, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), nesta quinta-feira, 9. Na mesa do colegiado, há 31 requerimentos com alterações. Parlamentares tentam alterar pontos sobre o Coaf, a restrição da Receita Federal para investigar crimes não tributários e a demarcação de terras indígenas, entre outros itens.

A medida provisória ainda precisa passar pelos plenários da Câmara e do Senado e, se não for analisada pelo Congresso, perde a validade no dia 3 de junho.


Publicidade