Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Confronto entre Poderes não ajuda a construir democracia, afirma Doria


postado em 16/04/2019 09:47 / atualizado em 16/04/2019 10:40

Governador João Doria(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Governador João Doria (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse na manhã desta terça-feira, 16, ao Broadcast Político que o confronto entre Poderes é prejudicial ao País e que não vai ajudar na construção da democracia nem na aprovação da reforma da Previdência.

Questionado sobre as buscas e apreensões em decorrência do inquérito que apura ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal, o tucano disse que não havia tomado conhecimento da operação, mas que é necessário respeitar as instituições.

"O Brasil precisa de paz, precisa de equilíbrio, de serenidade, não pode haver confrontos entre Judiciário, Legislativo e Executivo", disse. "Isso não contribuiu ao Brasil, isso não vai ajudar a construir nem a democracia nem a aprovação da reforma da Previdência, nem dar ao País a calma e a tranquilidade dentro do exercício democrático para o avanço da economia e o respeito às instituições."

Questionado sobre o adiamento da apreciação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Doria limitou-se a dizer que "agora já tá feito". "Vamos recuperar o tempo perdido. Não vai atrapalhar a reforma", disse o governador paulista.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade