Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Governo Bolsonaro estuda nomes para substituir líder na Câmara


postado em 05/04/2019 13:09

Com uma chuva de críticas à sua atuação como líder do governo na Câmara, o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), corre o risco de perder o seu posto. Interlocutores do Palácio do Planalto já deram início a conversas com parlamentares que poderiam substituir o atual líder.

Escolha pessoal do presidente Jair Bolsonaro, o deputado de primeiro mandato foi recebido com desconfiança por seus pares por ser um nome desconhecido entre eles. Ao longo dos primeiros meses de trabalho do Legislativo, o major colecionou vitórias e derrotas.

Mas a sua atuação tímida durante o tiroteio contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, na sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na quarta-feira, 3, levou o governo a acelerar a busca por uma alternativa.

A ideia é que o escolhido seja alguém de outro partido que não o PSL. O Executivo analisa nomes com bom trânsito na Câmara, mas não necessariamente veteranos na Casa. Dois nomes do PRB estão na lista: João Campos (GO) e João Roma (BA). Há resistência, porém, dos caciques da sigla para dar respaldo a essa escolha.

Para parlamentares ouvidos pelo Broadcast/Estadão, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o líder do governo, quem quer que seja, precisa ter o respeito de outros parlamentares, mas este é um processo que demora um certo tempo para acontecer. Na avaliação dos deputados, Vitor Hugo foi afoito ao querer o cargo sem ter antes estabelecido uma relação de confiança com seus pares.

Vitor Hugo já foi informado sobre a movimentação contrária ao seu nome e, em uma tentativa de sobrevivência, começou a procurar líder por líder para pedir um voto de confiança. A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP) tem atuado a favor do colega.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade