Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Líderes tentam definir hoje principais comissões permanentes da Câmara


postado em 11/03/2019 10:27 / atualizado em 11/03/2019 11:07

Os líderes da Câmara vão tentar definir nesta segunda-feira, 11, no fim do dia, o desenho das principais comissões permanentes da Casa, ou seja, qual partido deverá presidir cada um dos colegiados. Até o momento, há poucas certezas. A principal delas é que a Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) ficará nas mãos do PSL, com o deputado Felipe Francischini (PR), na presidência, e com a deputada, Bia Kicis (DF), na vice.

O partido deverá ainda ter outras duas presidências "medianas", nas palavras do líder do partido, Delegado Waldir (PSL-GO). "Buscamos a CCJ, e mais duas comissões importantes, mas medianas, para adequações das necessidades de governabilidade e explorar as habilidades de nossos parlamentares", afirmou Waldir ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. O partido pleiteava a Comissão de Finança e Tributação, porém, esse colegiado será presidido pelo MDB, com o deputado Sérgio Souza (PR).

O PT deve presidir ao menos três comissões. A legenda quer ficar no comando dos colegiados de Direitos Humanos e no de Educação. Além disso, deve ceder uma cadeira na composição da CCJ, para a deputada Joenia Wapichana (Rede-RR). O PP, de Arthur Lira, terá direito a duas comissões e quer ficar com a de Agricultura.


Publicidade