Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Mandetta tem preferência de Bolsonaro para comandar Saúde, diz Lorenzoni


postado em 14/11/2018 12:15

O ministro extraordinário da Transição, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), disse nesta quarta-feira, 14, que o nome do deputado Luiz Mandetta (DEM-GO) conta hoje com a "preferência" de Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Saúde, mas que o martelo sobre o tema deve ser batido apenas na próxima semana.

"O deputado Mandetta tem hoje a preferência do presidente Bolsonaro. Mas, ao que sei, precisar vir o apoio da comunidade da saúde, e isso deve acontecer na próxima semana", comentou Onyx, que concedeu entrevista esta manhã à rádio Gaúcha. "Torço muito por isso, porque na área da saúde não há nenhuma dúvida sobre competência do deputado, ele é quase uma unanimidade."

Onyx minimizou as denúncias sobre o deputado, dizendo que é muito difícil que qualquer agente que assuma um cargo de comando de secretaria ou ministério não tenha questionamento. "Basta uma denúncia - e essa denúncia foi feita por um vereador do PT - que o Ministério Público tem que levar adiante, senão é prevaricação. Mas aí vem o processo e vem a celeuma, mas essa coisa está há quase seis anos porque não tem fundamento."

Mandetta responde a um inquérito aberto quando era secretário da Saúde de Campo Grande (MS). Ele é acusado de pagar a serviços médicos não executados. O parlamentar nega irregularidades no caso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade