Publicidade

Estado de Minas

'Não tenham medo, nós abraçaremos a causa de vocês', diz Haddad em discurso após derrota


postado em 28/10/2018 20:29 / atualizado em 28/10/2018 22:06

 

O candidato Fernando Haddad (PT), derrotado na disputa presidencial por Bolsonaro, fez um discurso em um hotel da Zona Sul de São Paulo, uma hora após o TSE oficializar o resultado das urnas e destacou o voto de 45 milhões em sua candidatura. Ele pediu para que militantes não tenham medo do futuro do país e prometeu lutar em defesa da democracia. 

O petista ressaltou a coragem da militância de seu partido e de aliados na defesa de valores democráticos e prometeu se manter atuante como oposição ao governo de Bolsonaro para “defender direitos civis, trabalhistas e sociais”.

 “Aprendi com meus antepassados o valor da coragem para defender a justiça a qualquer preço”, disse Haddad.

“Sei que, entre os 45 mlilhões que nos apoiaram, muita gente não é de partido político, mas é gente que saiu às ruas, panfletou, espalhou cartazes nas praças e passou a dialogar. Houve uma reversão importante no quadro que se anunciava na primeira semana do segundo turno”, discursou o petista.


Ao lado dele estavam familiares, a candidata a vice-presidente Manuela D'Ávila, a ex-presidente Dilma Rousseff e outros parlamentares de partidos que apoiaram a candidatura do PT. O petista ressaltou que o país vive um momento difícil “em que as instituições são colocadas a prova” e citou o impeachment de Dilma e a prisão de Lula como exemplos de injustiças cometidas.

“Vivemos um período, já longo, em que as instituições são colocadas a prova a todo instante. A começar em 2016 com o afastamento da presidenta Dilma, a prisão injusta de Lula, e o impedimento de sua candidatura. Mas seguimos de cabeça erguida, com determinação, com coragem para levar nossa mensagem a todos os rincões desse país”, disse Haddad.

Ao final, o ex-prefeito de São Paulo citou o hino nacional e prometeu atuar na defesa de direitos conquistados pelo povo brasileiro.

“Lembrando nosso hino nacional, digo que verás que um professor não foge à luta. Nem teme quem adora a liberdade. Nosso compromisso é um compromisso de vida com esse país. Reconhecendo a cidadania em cada brasileiro e brasileira”, afirmou o candidato derrotado ao Palácio do Planalto.

 

Haddad contou que viu muitas manifestações de pessoas preocupadas com o governo de Bolsonaro. "Senti uma angústia e um medo na expressão de muitas pessoas. Mas, não tenham medo. Nós estaremos aqui, juntos, de mãos dadas. Nós abraçaremos a causa de vocês. Contem conosco. Coragem", discursou o petista.

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade