Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Associação indígena Xingu não reconhece apoio a Bolsonaro


postado em 28/10/2018 17:38

A Associação Terra Indígena Xingu (ATIX), que representa 16 povos do território indígena xingu, declarou, neste domingo, 28, que não reconhece apoio ao candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro. Em nota pública, a entidade esclareceu que Ysani Kalapalo, indígena que visitou o presidenciável nesta semana e declarou o apoio ao candidato, não representa legalmente os 16 povos xinguanos. "Mesmo sempre ela foi a principal atrapalhadora do movimento indígena, como 'isca parlamentar espiã'. Repudiamos falsa representação, esclarecendo para o movimento indígena nacional e internacional", disse a entidade no comunicado divulgado em suas redes sociais.

Na nota, a ATIX chama Bolsonaro de "anti-humano" e questiona a constitucionalidade de suas propostas quanto aos direitos indígenas. "Tendo reconhecido pensamento inconstitucional de candidato Sr Bolsonaro requer acabar com 129 processos de demarcação de terras indígenas no país. Parentes da União das Nações Indígenas - UNI, estamos juntos para resistir tudo que vier atacar nossa existência", ressalta a entidade. O esclarecimento também foi feito pelo cacique Tafukumã Kalapalo, em vídeo publicado no YouTube.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade