Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Piauí registra votação tranquila e 25 urnas foram substituídas pela manhã


postado em 28/10/2018 14:30

A votação acontece de forma tranquila no Piauí durante este domingo (28), segundo avaliação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI). Ao contrário do primeiro turno, quando a espera nas filas chegou a duas horas, hoje a maior parte dos eleitores gastou apenas alguns minutos para contribuir com a escolha do novo presidente do Brasil, uma vez que a eleição para governador foi decidida ainda no primeiro turno no Estado.

Segundo o último boletim do TRE-PI, durante a manhã foram registradas 45 ocorrências, o que resultou na troca de 25 urnas que apresentaram defeitos. Na região Sul, as chuvas têm acarretado quedas de energia e o TRE informou que monitora a situação nas cidades de Sebastião Leal e Bom Jesus para evitar a interrupção e o atraso no andamento da votação.

Há ainda a preocupação com o aumento das abstenções, que no primeiro turno chegaram a 15% no Piauí. "A maioria dos eleitores mora em Teresina, mas vota no interior e, como a votação é apenas para presidente, as pessoas acabam não fazendo esse deslocamento", afirmou presidente do TRE-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins. No primeiro turno, a maioria dos 2.370.894 eleitores aptos a votar no Piauí elegeu Wellington Dias (PT) como governador.

Na segurança, a Polícia Militar divulgou hoje que duas pessoas foram presas em flagrante no sábado (27), quando tentaram invadir uma das seções eleitorais localizadas dentro do campus da Universidade Federal do Piauí (UFPI), na zona Leste de Teresina. A ocorrência foi por volta das 13h e os suspeitos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal.

Segundo a PM, eles estavam visivelmente embriagados e travaram uma luta corporal com o policial e com um segurança da própria universidade, que vigiavam o local. Os suspeitos foram autuados por lesão corporal, desacato e desobediência. Mas a PF não confirma se eles continuam presos e se foram enquadrados também em algum crime eleitoral.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade