Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

É ruim que julgamento de Lula possa ser carimbado como atropelo, diz defesa


postado em 31/08/2018 15:40

O advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, defensor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse "que é ruim" que o julgamento do registro do petista na tarde desta sexta-feira, 31, "possa ser carimbado como um atropelo". A defesa do ex-presidente esperava que o caso fosse levado ao plenário do TSE apenas na próxima semana.

Casagrande Pereira também avisou que, em caso de derrota na arena eleitoral, a defesa do PT vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender a inelegibilidade de Lula. No STF, os advogados também pretendem derrubar nos próximos dias uma eventual decisão desfavorável no TSE.

"Vamos ao STJ e ao STF buscar a liminar (para afastar a inelegibilidade), vamos ao STF contra a decisão do plenário (do TSE). Tem uma coisa que não vai acontecer antes da eleição, que é o trânsito em julgado (esgotamento de todos os recursos). A chance do trânsito em julgado é zero, porque o cumprimento dos prazos mínimos impede isso. Vai caber ao PT, ao ex-presidente Lula decidir até quando quer recorrer", disse Casagrande Pereira a jornalistas, antes do início da sessão plenária do TSE desta tarde.

Segundo dois ministros do STF e outros do STJ ouvidos reservadamente pela reportagem ao longo das últimas semanas, são praticamente nulas as chances de Lula obter uma liminar para afastar a inelegibilidade.

Para a defesa de Lula, não houve uma "quebra de confiança" por parte do relator, ministro Luís Roberto Barroso. A equipe do gabinete de Barroso trabalhou madrugada adentro no caso, deixando as instalações do TSE apenas por volta das 7h da manhã desta sexta-feira.

"O relator tem a autonomia para fazer a leitura dele em relação ao que é respeitar o rito - e evidentemente eu respeito a leitura do relator. Foi surpresa", comentou Luiz Fernando Casagrande Pereira. "Pode passar a ideia de que há um tratamento assimétrico, não é bom quando tem a ideia de tratamento assimétrico", completou o advogado de Lula.

Script

Na avaliação de Luiz Fernando Casagrande Pereira, o julgamento de Lula nesta tarde alimenta uma narrativa de "que há sempre algo fora do script quando se trata do ex-presidente".

"Aliás, tem muita gente que pode até gostar disso, apoiadores de Lula, porque esse é um capítulo a mais nessa narrativa de que as coisas não são as mesmas pra ele", disse o defensor de Lula.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade