Publicidade

Estado de Minas

Marinho: sou candidato em SP para compor militância estadual por Lula presidente


postado em 28/07/2018 14:54

São Paulo, 28 - Em seu primeiro discurso como candidato do PT ao governo do Estado de São Paulo, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho afirmou neste sábado (28) que pretende compor a militância estadual em prol da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto, nas eleições deste ano. Marinho utilizará a coligação com o PCdoB para completar a chapa com um vice, que ainda foi definido. A confirmação de sua candidatura foi selada em convenção partidária realizada na capital paulista.

"Quero ser governador para ajudar Lula a governar o Brasil", disse o petista. Durante a fala, Marinho ainda convocou todos os presentes para participar da homologação da candidatura de Lula à Presidência, que acontecerá no dia 04 de agosto, na Casa de Portugal, em São Paulo. Ele ainda pediu a participação na data do registro de Lula no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dia 15 de agosto. "Vamos fazer com São Paulo o que Lula fez com o Brasil e ser o governo da mudança", enfatizou.

Antes de seu discurso, o partido divulgou um vídeo que mostrava uma conversa entre os candidatos, na qual Lula recomendava que Marinho citasse seus feitos durante a passagem que teve pelo Ministério do Trabalho. O vídeo foi gravado no início do ano, quando o ex-presidente ainda não havia sido preso e condenado pela Lava Jato.

"Você não pode deixar de falar que os aumentos do salário mínimo ocorridos durante meu governo foram responsabilidade sua", sugeriu Lula no vídeo, lembrando do período em que foi presidente da República.

Marinho ressaltou que o fato de ter sido operário de chão de fábrica "aumenta ainda mais a responsabilidade com o trabalhador".

O candidato ao governo do Estado também declarou apoio aos postulantes ao Senado, Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto, presentes no evento. Sobre a colocação com o PCdoB, ele ressaltou que a aliança terá mais 300 candidatos a deputado federal e estadual.

(Nayara Figueiredo)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade