Publicidade

Estado de Minas

Cristiane Brasil diz que promotores e juízes fazem 'ativismo judicial'


postado em 28/07/2018 12:06

Brasília, 28 - Investigada na Operação Registro Espúrio, que apura esquema de fraudes na liberação de registros sindicais no Ministério do Trabalho, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) conseguiu autorização para participar da convenção nacional do seu partido e declarou, neste sábado (28), que "existe um novo dicionário de crimes que são inventados por promotores e juízes". Ela afirmou ainda que promotores, delegados e juízes fazem "ativismo judicial" com o objetivo de influenciar no resultado das eleições.

"Acho lindo esse ativismo judicial, só que é proibido, é contra a democracia e não favorece em nada combate à corrupção. Hoje em dia, existe um novo dicionário de crimes inventado por esses promotores, delegados e juízes, porque não existem no Código Penal", disse. "É uma coisa que eu fico impressionada, ver aqueles santinhos, bonitinhos, atrás de suas lindas cadeiras, gravando vídeos e tentando dizer que a gente só pode votar em quem eles mandarem", completou a parlamentar.

Cristiane afirmou que o PTB virou "criminoso político" diante da Justiça, mas que, na verdade, "é uma sigla limpa, de heróis, que honra sua história e seus fundadores". "Digo para vocês, podem bater, podem bater doído na gente, porque, no final das contas, se temos a Constituição e fazemos valer as leis, a verdade prevalecerá e a inocência dos nossos dirigentes também prevalecerá."

Ela tratou ainda de questões envolvendo justamente a questão do imposto sindical. "O PTB não fica alimentando pelego com imposto sindical, não. Não vamos permitir retorno desse imposto maligno. Se houver pagamento para sindicatos, que seja acordado e jamais imposto novamente."

(Julia Lindner e Teo Cury)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade