Publicidade

Estado de Minas

PSOL oficializa candidatura de vereador ao governo do RS


postado em 23/07/2018 22:24

Porto Alegre, 23 - O PSOL oficializou neste domingo, 22, a candidatura de Roberto Robaina ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições 2018. A convenção foi realizada na Câmara Municipal de Porto Alegre e também referendou a professora Camila Goularte como vice na chapa e as candidaturas de Romer Guex (PSOL) e Cleber Soares (PCB) ao Senado.

Roberto Robaina é historiador e filósofo e está em seu primeiro mandato como vereador em Porto Alegre. "Queremos fortalecer uma política de segurança pública que respeite a comunidade e não tenha como alvo massacrar a juventude pobre da periferia, valorizando os policiais e combatendo prioritariamente os crimes contra a vida", afirmou. Robaina propõe combater a sonegação e as isenções fiscais a empresas, além de defender a suspensão da dívida do Rio Grande do Sul com a União como formas de amenizar a crise financeira do Estado.

O candidato do PSOL ao Senado, Romer Guex, tem como bandeiras o fim das indicações políticas para os tribunais superiores, a extinção dos tribunais militares e a estatização dos cartórios judiciais, dos cartórios de registros notariais e de serviços.

A convenção também oficializou a nominata de 27 candidaturas à Câmara dos Deputados e 49 nomes à Assembleia Legislativa. Entre os que disputarão o Legislativo gaúcho está a ex-deputada federal Luciana Genro. No Rio Grande do Sul, o partido possui um deputado estadual - que concorrerá à reeleição - e cinco vereadores - todos serão candidatos nas eleições 2018.

Novo

Na noite de sexta-feira, 20, o Novo oficializou a candidatura de Mateus Bandeira ao governo. A convenção foi restrita a membros do diretório estadual e também definiu os nomes do partido que concorrerão à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. Depois da desistência de Sérgio Wais, no dia 12 de julho, o Novo não terá candidato ao Senado no Estado.

Mateus Bandeira foi secretário estadual de Planejamento e Gestão no governo Yeda Crusius (PSDB) e, em 2010, presidente do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul). Bandeira possui tendências liberais e defende a privatização das estatais e reformas no Estado como saídas à grave crise financeira do Rio Grande do Sul, e liberdade para o empreendedor para promover o desenvolvimento.

Segundo Guilherme Enck, presidente estadual do partido, a sigla montou um "time forte e competitivo para disputar as eleições". "Temos plena confiança de que os nossos candidatos são os mais preparados para fazerem as mudanças que o Brasil precisa", disse em nota.

Mateus será acompanhado na chapa por Bruno Miragem. Bruno é advogado e professor universitário. Ele também ocupou a cadeira de procurador-geral de Porto Alegre, em 2017, na gestão de Nelson Marchezan Jr. (PSDB).

A convenção também oficializou a candidatura de 18 nomes a deputado federal e de 24 a deputado estadual. A legenda foi a primeira a realizar convenção no Rio Grande do Sul. No Estado, possui um vereador em Porto Alegre. O Novo não fará coligações. O partido deve ter entre 4 e 7 segundos no horário eleitoral.

(Filipe Strazzer)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade