Publicidade

Estado de Minas

Correção: Aldo diz que SD não fechou com Alckmin e que candidatura está mantida


postado em 23/07/2018 10:54

São Paulo, 23 - A matéria enviada neste domingo, 22 trazia um erro no 1º parágrafo. Aldo Rebelo não foi ministro do Trabalho, conforme constava no texto publicado. Segue a matéria já alterada.

O pré-candidato do Solidariedade à Presidência da República, ex-ministro Aldo Rebelo, afirmou neste domingo, 22, ao

Broadcast

, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto está mantida. Rebelo foi ministro do Esporte, da Defesa e da Ciência e Tecnologia.

Perguntado pela reportagem sobre como ficaria sua candidatura diante da possibilidade de o Solidariedade, partido que compõe o chamado Centrão, vir a apoiar a candidatura do tucano Geraldo Alckmin (PSDB), o ex-ministro disse que seu partido ainda não fechou apoio ao ex-governador paulista.

"O Solidariedade ainda não fechou apoio a Geraldo Alckmin. Vamos acompanhar as negociações durante esta semana. A minha candidatura está mantida", disse Rebelo.

Aldo Rebelo participou da Convenção Estadual do Partido Solidariedade em São Paulo e discursou como candidato ao lado do presidente nacional do Solidariedade, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, e o agora candidato oficial à reeleição ao governo de São Paulo, governador Márcio França. No evento, o ex-prefeito paulistano foi chamado de 'mentiroso' por Paulinho da Força.

Rebelo disse que a Convenção Nacional do Solidariedade ocorrerá ao longo desta semana.

(Francisco Carlos de Assis)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade