Publicidade

Estado de Minas

Após cumprir agenda em Boa Vista (RR), Temer antecipa retorno a Brasília


postado em 21/06/2018 16:24

Brasília, 21 - Após cumprir agenda em Boa Vista (RR), nesta quinta-feira, 21, o presidente Michel Temer está voltando para Brasília mais cedo do que o esperado. Ele deve chegar à capital federal no fim do dia, por volta das 18h30. A previsão inicial era que Temer fosse ainda hoje para Pacaraima (RR) visitar postos de identificação, recepção, triagem, atendimento e apoio aos refugiados venezuelanos, porém a viagem foi cancelada em função das condições climáticas.

"A agenda do presidente Michel Temer, nesta quinta-feira, em Pacaraima-RR foi cancelada em função das condições climáticas adversas. A chuva e a neblina (falta de teto) inviabilizaram pouso e posterior decolagem na pista do 3º Pelotão Especial de Fronteira", diz nota divulgada pela assessoria de imprensa.

Mais cedo, Temer visitou o abrigo de Nova Canaã, em Boa Vista, destinado ao acolhimento de venezuelanos. Depois, o presidente se reuniu com a governadora de Roraima, Suely Campos (PP). Após o encontro, ele prometeu analisar os pedidos de recursos do governo estadual sobre a fronteira com a Venezuela, mas afastou a possibilidade de fechar o limite entre os dois países.

Nas redes sociais, o Planalto divulgou um vídeo sobre os refugiados venezuelanos no qual faz uma comparação com a situação de refugiados sírios que buscam abrigo na Europa.

"Lembra quando nós ficamos chocados com o drama dos sírios chegando na Europa? Milhões de refugiados na guerra, enfrentando fome, oceano para encontrar outro país, direito a vida. Você deve ter participado da campanha, compartilhou em rede ou até mesmo fez alguma doação, né. Eu também fiz. Agora está acontecendo a mesma coisa com os venezuelanos, eles também estão fugindo da fome, da crise e vieram para o Brasil tentar sobreviver", diz um ator no vídeo.

Nas imagens, o ator diz ainda que "o governo está acolhendo esses seres humanos que não têm outra escolha" e sugere à população "abrir o seu coração e a fronteira" para eles. "Ou eles migram para outro país ou eles vão morrer", diz o ator em outro trecho.

(Julia Lindner)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade