Publicidade

Estado de Minas

Prefeito de Ribeirão Preto diz que 'é preciso ir a fundo na apuração dos fatos'


postado em 21/06/2018 15:54

Ribeirão Preto, 20, 21 - O prefeito de Ribeirão Preto (SP), Duarte Nogueira, ex-secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, de janeiro de 2015 a abril de 2016, destacou que "é preciso ir a fundo na apuração dos fatos" a respeito das investigações da Operação Pedra no Caminho, deflagrada hoje pela Polícia Federal. Por meio de sua assessoria, Nogueira relatou que "quem faz vida pública sabe que só a verdade condena" e que "por isso acredita que tudo tem que ser esclarecido e espera que a apuração ocorra da forma mais célere possível".

A operação apura irregularidades no Trecho Norte do Rodoanel de São Paulo e prendeu 15 suspeitos, entre eles o ex-diretor-presidente da Dersa e também ex-secretário de Logística e Transportes, Laurence Casagrande. Ele assumiu o cargo em maio de 2017, em substituição a Alberto José Macedo Filho, sucessor de Nogueira. Entre as diligências feitas hoje, uma foi em um apartamento de Ribeirão Preto, mas a Polícia Federal (PF) não informou quem foi o alvo da ação.

Segundo a procuradora da República Anamara Osório, da força-tarefa da Operação Lava Jato, o Tribunal de Contas da União (TCU) apurou que as irregularidades nas obras do Rodoanel podem chegar a R$ 600 milhões entre 2013 e 2017.

(Gustavo Porto)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade