Publicidade

Estado de Minas

Lula diz que absolvição de Gleisi foi a primeira reação do STF contra delações


postado em 20/06/2018 19:48

São Paulo, 20 - Em carta divulgada por sua assessoria, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Operação Lava Jato, comemorou a absolvição da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), e do ex-ministro Paulo Bernardo na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). O petista escreveu que a decisão desta terça-feira, 19 foi a primeira reação do Supremo contra a prática de delações na Operação Lava Jato.

"No julgamento de terça sua defesa mostrou que a Lava Jato construiu uma denúncia falsa a partir de depoimentos negociados com criminosos, em troca de benefícios penais e até financeiros. E pela primeira vez o STF reagiu claramente diante da indústria das delações em um caso concreto, desmoralizando o discurso e a prática da Lava Jato", diz o texto de Lula, que se dirige diretamente à senadora.

Na próxima terça-feira, 26, a Segunda Turma do STF julgará um pedido de Lula para suspender sua prisão. Na carta a Gleisi, ele procurou demonstrar otimismo ao afirmar que "de vitória em vitória, vamos reconstruir este país e restaurar a esperança na democracia, na justiça e na igualdade." O petista não citou, no entanto, o julgamento de seu pedido.

O ex-presidente, que nomeou Gleisi como porta-voz enquanto ele está preso, afirmou que a absolvição atesta a "integridade da senadora" e é uma vitória ao que ele classifica como uma tentativa de impor "um regime de exceção" contra o PT e forças populares do País.

Lula sugere que a imprensa, por ter divulgado as acusações contra Gleisi, deveria pedir desculpas. E ainda fala que "o povo brasileiro saberá reconhecer" o "exemplo de coragem e integridade" da parlamentar, que estuda se candidatar a deputada federal pelo Paraná nas eleições de outubro.

(Daniel Weterman)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade