Publicidade

Estado de Minas

Conselheira do TCE de Minas morre nesta segunda-feira

Adriene Andrade, de 53 anos, era mulher do ex-senador Clésio Andrade e deixou dois filhos


postado em 16/04/2018 09:07 / atualizado em 16/04/2018 12:57

Adrienne Andrade chegou ao TCE em novembro de 2006(foto: Karina Camargos Coutinho/TCE/Divulgação)
Adrienne Andrade chegou ao TCE em novembro de 2006 (foto: Karina Camargos Coutinho/TCE/Divulgação)

Faleceu na manhã desta segunda-feira, em São Paulo, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG), Adriene Andrade. Mulher do ex-senador Clésio Andrade, Adriene tinha 53 anos e deixou dois filhos. A causa da morte não foi divulgada.

Ex-prefeita de Três Pontas (2001-2004) e ex-presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) por dois mandatos, Adriene chegou ao TCE por indicação do então governador Aécio Neves, em novembro de 20016.

Adriene foi a primeira mulher a ocupar o cargo de conselheira e presidente do TCE mineiro. 

 

Em nota publicada no site do TCE, a direção lamenta a morte da conselheira e diz que ela exerceu sua função com "distinta competência, gentileza e espírito conciliador".

O velório será em Três Pontas e o sepultamento, em Boa Esperança, no Sul de Minas, onde ela nasceu. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade