Publicidade

Estado de Minas

Gleisi: 'Ânsia de Moro em perseguir Lula é inconcebível'

A presidente do PT disse que decisão reedita os tempos da ditadura


postado em 05/04/2018 19:54 / atualizado em 05/04/2018 20:33

(foto: Reprodução/ PT)
(foto: Reprodução/ PT)
A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, publicou nas redes sociais do partido, um vídeo em apoio ao ex-presidente Lula, na noite desta quarta feira. Ela atacou o juiz Sérgio Moro, que determinou a prisão do ex-presidente nesta quinta-feira. “A ânsia desse juiz de perseguir e punir o presidente Lula é uma coisa inconcebível".


Para a petista, hoje é "um dos dias mais tristes para democracia brasileira". Ela diz que estará ao lado do ex-presidente no ato previsto para esta quinta-feira, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo - que ela define como "casa de Lula e berço das grandes lutas".

Ela disse também que a decisão de Moro reedita os tempos da ditadura militar. Para Gleisi, Moro não esperou se esgotarem os prazos de recurso e está "armado de rancor e ódio".

"Violência sem precedentes na nossa história democrática. Um juiz armado de ódio e de rancor, sem provas e com um processo sem crime, expede mandado de prisão para Lula, antes de se esgotarem os prazos de recurso. Prisão política, que reedita os tempos da ditadura", disse por meio do Twitter.

Moro deu prazo até esta sexta-feira, 6, ao ex-presidente para ele se apresentar 'voluntariamente' à Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava-Jato. Em despacho desta quinta, 5, Moro estipulou a Lula que se apresente até às 17h.

(Com Agência Estado - Renan Truffi e Julia Lindner)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade