Publicidade

Estado de Minas

PF recua e retira indicação para superintendente no Rio


postado em 03/02/2018 12:18

Brasília, 03 - O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, retirou a indicação do delegado Felício Laterça para o cargo de superintendente regional do Rio de Janeiro. A decisão de Segovia foi tomada após uma conversa por telefone entre os dois delegados em que o próprio Laterça teria desistido de assumir o cargo de chefia no Estado.

Laterça é alvo de uma investigação do Ministério Público Federal sobre sua suposta ligação com políticos do Rio. O caso estaria relacionado ao aluguel, pela prefeitura, do imóvel onde fica a delegacia de Macaé, no interior fluminense.

Laterça nega qualquer participação em irregularidades.

O delegado é filiado ao Partido Social Cristão (PSC) e um de seus irmãos era funcionário de um deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

A nomeação de Laterça se tornou inviável depois que o Ministério Público Federal instaurou um procedimento para apurar a indicação do delegado. Caso fosse nomeado, ele ficaria responsável por comandar as grandes investigações em andamento no Estado, como os desdobramentos da Lava Jato - as operações Calicute, Eficiência, Mascate, entre outras - além das ações que miram no combate ao tráfico de drogas.

Questionamento.

No procedimento instaurado, também enviado ao diretor-geral da PF, o Ministério Público Federal questionou se a corporação investigava internamente a conduta do delegado e se os princípios da moralidade, impessoalidade e interesse público haviam sido levados em conta pelo comando da PF ao realizar a indicação.

Procurada, a Polícia Federal não havia se manifestado até a conclusão desta edição. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo

.

(Fabio Serapião)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade