Publicidade

Estado de Minas

Nome de Teori Zavascki estava na lista de passageiros de avião que caiu, diz STF

Em uma rede social, o filho dele afirmou que o pai estava na aeronave e pediu amigos que 'rezem por um milagre'


postado em 19/01/2017 17:18 / atualizado em 19/01/2017 19:04

(foto: Nelson Jr./SCO/STF )
(foto: Nelson Jr./SCO/STF )

O nome do ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato, estava na lista de passageiros que caiu na tarde desta quinta-feira, em Paraty, no Rio de Janeiro.

A assessoria do STF confirmou o nome dele entre os que embarcariam na aeronave, mas ainda não se tem a confirmaçaõ de que ele estava entre os quatro passageiros que estavam no avião acidentado.

Em uma rede social, o filho do ministro, Francisco Prehn Zavascki, confirmando o nome do pai no avião. "Amigos . Infelizmente, o pai estava no avião que caiu. Por favor, rezem por um milagre", postou.

Informações de moradores da cidade do litoral do Rio de Janeiro é que no momento do acidente, por volta das 14h30, chovia muito na região.

De acordo com a FAB, o avião caiu no mar a cerca de 2 km da cabeceira do aeroporto da cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Paraty, há três mortos e uma pessoa sobrevivente.

O avião partiu do Campo de Marte, em São Paulo, com destino à cidade fluminense.

Há informações desencontradas sobre sobreviventes. Extraoficialmente, sabe-se que o presidente Michel Temer e a presidente do STF, Cármen Lúcia, foram informados sobre o acidente. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também recebeu, na Suíça, a mesma informação.

Zavascki é catarinense de Faxinal dos Guedes, antes de se tornar ministro do STF ele integrava o Superior Tribunal de Justiça (STJ) desde 2003. Aprovado em concurso de juiz federal para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em 1979, chegou a ser nomeado, mas não tomou posse. Advogado do Banco Central de 1976 até 1989, chegou à magistratura quando foi indicado para a vaga destinada à advocacia no TRF4.

Respeitado nas áreas administrativa e tributária, Zavascki é conhecido por ser minucioso em questões processuais. “Espero que todos os bons momentos apaguem minha fama de ‘apontador’ ou ‘cobrador’ das pequenas coisas”, brincou, ao se despedir da Primeira Turma do STJ antes de assumir o posto do STF.

Zavascki é o terceiro ministro do STF indicado na gestão da presidente Dilma Rousseff.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade