Publicidade

Estado de Minas

Três pessoas foram detidas no DF fazendo boca de urna


postado em 05/10/2014 12:40

Três pessoas foram detidas no Distrito Federal fazendo boca de urna na região da 21ª Zona Eleitoral, que abrange as regiões administrativas de Recanto das Emas e Samambaia. A informação foi passada pela assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) local.

Além disso, o TRE divulgou que o Distrito Federal foi a unidade administrativa onde houve maior apreensão de propaganda política irregular: entre 6 de junho e a madrugada de ontem foram recolhidas 350 toneladas de material. São faixas e cavaletes distribuídos em locais e horários proibidos por lei. No mesmo período, o estado de São Paulo recolheu 170 toneladas e Minas Gerais e Rio de Janeiro, 70 toneladas cada um.

Hoje a propaganda eleitoral é proibida e segundo o TRE, para cada cavalete ou faixa encontrados o candidato vai receber multas que variam de R$ 2 mil a R$8 mil. Mesmo com as proibições, muitos partidos mantém o hábito de jogar santinhos nas ruas, paradas de ônibus e em locais de votação, na esperança de que o eleitor indeciso escolha seu candidato na última hora.

Em média, os eleitores do Distrito Federal estão levando dois minutos e meio para votar. Duas urnas para justificativa da falta de voto apresentaram problemas e foram trocadas.

Segundo o tribunal, por causa de "dificuldades com a leitura dos dados biométricos de alguns eleitores e do excessivo movimento de eleitores na região de Águas Claras", a apuração só deve ser concluída por volta das 22h no Distrito Federal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade