Publicidade

Estado de Minas

Mais 26 datas 'especiais' estão na pauta da Câmara Municipal de BH

Dia da Feijoada já foi aprovado pelos vereadores


postado em 24/11/2011 06:00 / atualizado em 24/11/2011 07:41

Proposta em tramitação na Câmara pretende passar para a população prerrogativa de criar datas comemorativas(foto: Cristina Horta/EM/D.A Press - 26/10/11)
Proposta em tramitação na Câmara pretende passar para a população prerrogativa de criar datas comemorativas (foto: Cristina Horta/EM/D.A Press - 26/10/11)


Numa tacada só o vereador Joel Moreira Filho (PTC) pretende criar nove datas comemorativas no calendário da capital. A Câmara Municipal de Belo Horizonte recebeu das mãos dele, em março, proposta que institui as semanas municipais de cada regional administrativa da cidade. Enganou-se quem achou que a criatividade dos parlamentares de BH se esgotou nas 17 matérias com homenagens aprovadas em plenário, na terça-feira. A ideia de Joel faz parte de uma lista de pelo menos 26 propostas de datas “especiais” em tramitação na Casa, que custa cerca de R$ 100 milhões por ano ao contribuinte.

A segunda reunião extraordinária do mês, nessa quarta-feira, registrou a aprovação em segundo turno do Dia Municipal da Feijoada. A proposta é assinada justamente por um vendedor de carnes, o vereador Edinho do Açougue (PTdoB), e agora só depende da sanção do prefeito para virar lei. Se Marcio Lacerda (PSB) concordar e a população abraçar a causa, 18 de maio será um dia dedicado à feijoada. No texto, o parlamentar propõe que o prato seja incorporado ao cardápio dos restaurantes populares da cidade – pelo menos no dia dedicado ao feijão preto com carne de porco, couve e laranja.

Os vereadores convocaram duas reuniões extraordinárias em novembro, com a expectativa de deixar a pauta de dezembro menos carregada. A intenção é não prolongar as reuniões até a véspera do Natal, como historicamente ocorre. Na primeira reunião, na terça-feira, das 74 propostas em pauta, 65 foram aprovadas. Nada menos que um quarto tratava de datas comemorativas, como o Dia da Mulher Presbiteriana. Já quem exagerou na feijoada vai ter de esperar até 16 de outubro, cinco meses depois da homenagem ao prato mais “pesado”, para comemorar o Dia da Alimentação Saudável, também aprovado.


Apesar da recomendação da Mesa Diretora, para que os vereadores evitem apresentar propostas do tipo, ainda restam na pauta pelo menos 26 matérias com homenagens (veja lista). Um que promete competir com a feijoada é o Dia da Comida de Preto, de Paulinho Motorista (PSL), pronto para ser avaliado em plenário. Em agosto, quando apresentou a proposta, o vereador disse que ignoraria os pedidos da Mesa, pois considera a homenagem “muito importante para a capital”. E, se virar lei, a data vai ser bem pertinho do Dia da Feijoada, sendo comemorada no segundo sábado de maio, antecedendo o Dia das Mães.

Já deputada estadual Luzia Ferreira (PPS), ex-presidente da Câmara de BH, deixou como herança para votação o Dia do Imigrante Peruano. Caso seja aprovada, a homenagem será em 28 de julho, quando é comemorada a independência do Peru. Gunda (PSL), que promete retirar todas as suas propostas do tipo e votou contra seus próprios projetos na terça-feira, apresentou o Dia do Zelador de Condomínio. No texto, o vereador justifica a ideia destacando que “esses profissionais exercem um papel primordial na gestão do condomínio (...) e são considerados ‘braços direitos’ de síndicos e administradores”.


Aguardando a análise da Semana Municipal das Regionais Barreiro, Venda Nova, Pampulha, Leste, Norte, Noroeste, Nordeste, Oeste e Centro-Sul, o vereador Joel Moreira retirou da pauta de terça-feira os projetos que criam o Dia do Maitre e o Dia do Grafite.


Apesar do gosto por dias especiais, os vereadores podem perder a atribuição de marcar essas datas no calendário da cidade. Proposta de Emenda à Lei Orgânica, do vereador Iran Barbosa (PMDB), pretende passar a prerrogativa aos moradores. Pelo texto, as homenagens devem surgir do recolhimento de assinaturas (0,5% da população). Caso haja restrição à proposta apresentada, um grupo contrário pode recolher o mesmo número de assinaturas, como protesto, o que inviabilizaria a criação da data. O pleito dos moradores seguiria para a análise da Câmara Municipal.

 

O QUE VEM POR AÍ

Projetos apresentados pelos vereadores

Paulinho Motorista (PSL)
Dia da Comida de Preto
Dia do Professor de Tae kow do

Gunda (PSL)
Dia do Zelador de Condomínios
Dia dos Motoristas de Transporte Coletivo
Dia dos Fiscais e Cobradores dos Transportes Coletivos
Dia do Agente Comunitário de Saúde e do Agente de Combate às Epidemias
Dia do Panificador
Dia do Médico Veterinário
Dia do Locutor Profissional
Dia do Fotógrafo
Dia do Engenheiro
Dia dos Avós
Dia do Sapateiro
Dia da Luta das Creches

Luzia Ferreira (PPS)
Dia do Imigrante Peruano
Dia em Memória das Vítimas de Trânsito
Dia do Administrador

Fred Costa (PHS)
Dia de Combate à Pedofilia
Dia de Combate à Epidermólise Bolhosa

Joel Moreira Filho (PTC)
Dia de Combate ao Preconceito contra a Pessoa com Deficiência
Semana Municipal das Regionais: Barreiro, Venda Nova, Pampulha, Leste, Norte, Noroeste, Nordeste, Oeste e Centro-Sul

Leonardo Mattos (PV)
Dia da Diversidade Sexual

Geraldo Félix (PMDB)
Dia do Brigadista

Wellington Magalhães (PTN)
Dia da Valorização da Vida

Elaine Matozinhos (PTB)
Semana do Combate à Verminose e à Protozoose

Edinho do Açougue (PTdoB)
Dia do Doador Voluntário de Sangue


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade