Publicidade

Estado de Minas

Kassab defende isenção fiscal para o Itaquerão


postado em 08/07/2011 11:39

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, justificou nesta sexta-feira, em entrevista a Rádio Estadão/ESPN, o veto ao artigo do projeto de lei que condiciona a isenção fiscal para a arena do Corinthians, em Itaquera, na zona leste, à garantia de que o estádio receberá a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014.

O artigo foi incluído no projeto pela Câmara Municipal, que aprovou o pacote em segunda votação na semana passada. O projeto concede até R$ 420 milhões em isenção ao Corinthians - valor que pode atingir R$ 536 milhões com correção -, para serem investidos no Itaquerão.

"Independente da Copa do Mundo, aliás, antes mesmo do Brasil ter sido escolhido como país sede da Copa do Mundo, nós já tínhamos para a região, para a zona leste, uma lei de incentivo e, independente da Copa do Mundo, a construção do estádio do Corinthians nessa região trará desenvolvimento, trará recursos para São Paulo, trará receita, perfeitamente, portanto, justificável esse incentivo".

Questionado sobre a possibilidade de conceder isenção fiscal para outros clubes, como o Palmeiras, que irá reformar o Parque Antártica, Kassab foi categórico ao afirmar que o projeto não será aplicado a outros clubes de futebol. "Não. São coisas distintas. Na questão específica do estádio do Corinthians o que está em questão é uma lei de incentivo para uma região que já tinha essa lei".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade