Publicidade

Estado de Minas

Desembargador José Nepomuceno Silva é enterrado neste sábado


postado em 25/06/2011 16:23 / atualizado em 25/06/2011 16:34

O Atlético decretou nessa sexta-feira luto oficial de três dias pela morte do conselheiro e grande-benemérito e pai do vice-presidente do clube Daniel Nepomuceno (foto: Marcos Vieira/EM/ DA Press)
O Atlético decretou nessa sexta-feira luto oficial de três dias pela morte do conselheiro e grande-benemérito e pai do vice-presidente do clube Daniel Nepomuceno (foto: Marcos Vieira/EM/ DA Press)

O ex-desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) José Nepomuceno Silva foi enterrado na tarde deste sábado no Cemitério Parque da Colina, em Belo Horizonte. O desembargador faleceu vítima de câncer nessa sexta-feira, aos 70 anos.

Durante o velório, a viúva Lúcia Angélica Diniz Nepomuceno e os filhos - o vereador Daniel Diniz Nepomuceno e a juíza do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) Luciana Diniz Nepomuceno – receberam o apoio de amigos e familiares. Segundo o filho, Daniel, “por tudo que meu pai representa para mim e também para a minha irmã, Luciana, estamos certos de que o caminho que ele nos mostrou é o melhor que um pai pode apontar a um filho: ética, sabedoria, retidão, companheirismo, lealdade e senso de justiça”.

Especialista em direito eleitoral, o ex-desembargador assumiu posto no TJ em 12 de maio de 2003, e se aposentou em 16 de julho do ano passado. Na última sessão de que participou, ouviu do presidente do tribunal, Cláudio Costa, que sua trajetória poderia ser resumida em uma “história de lutas bem-sucedidas”.

Nepomuceno nasceu em Taquaraçu de Minas, Região Central do estado, em 5 de agosto de 1940. Formou-se na Faculdade Mineira de Direito, atual Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), em 1970. Concluiu pós-graduação em direito de empresa cinco anos depois, e em direito público em 1998. Tornou-se mestre na área em 2002 pela Universidade de Franca (SP).

Ingressou na magistratura em Ouro Branco, em 1982. Dois anos mais tarde foi promovido para a comarca de Caeté, onde trabalhou até 1987. Em seguida foi para Ouro Preto e, em 1989, assumiu o cargo de juiz de direito titular da 5ª Vara Cível de Belo Horizonte. Em 1996 foi promovido para o Tribunal de Alçada de Minas Gerais.

Nepomuceno foi ainda professor de direito eleitoral e direito ambiental na Universidade de Itaúna e deu aulas para o curso de pós-graduação também em direito eleitoral no Instituto Cultural Newton Paiva Ferreira, além de palestras na mesma área para magistrados recém-nomeados na Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes do TJMG. É autor do livro As alianças e coligações partidárias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade