Publicidade

Estado de Minas LITERATURA

Os livros mais marcantes da década, por Simone Pessoa

Vinte críticos, jornalistas e gestores culturais indicam os livros nacionais - romances, contos, poemas - que marcaram suas leituras nos últimos dez anos


16/04/2021 04:00 - atualizado 16/04/2021 08:39



Simone Pessoa
Livreira da Livraria Ouvidor

“A Vida invisível de Eurídice Gusmão”, de Martha Batalha (Cia das Letras, 2016)
Excepcional novela urbana brasileira na tradição de Lygia Fagundes Telles. Sua personagem Eurídice, uma dona de casa submissa e empática, encanta profundamente os leitores. Adorável.

Leia: Os livros brasileiros de ficção mais marcantes da última década

“Torto arado”, de Itamar Vieira Junior (Todavia, 2019)
Romance forte e encantador sobre os negros trabalhadores rurais, meeiros na Chapada Diamantina. Surpreende pela força dos personagens e beleza da história.

“Tudo é rio”, de Carla Madeira (Quixote-Do, 2019)
Linda história fantástica, que surpreende pelos personagens muito bem construídos e impactantes, junto a uma história linda e erótica que surpreende pela velocidade da leitura; desconheço quem tenha gastado mais de um dia na sua leitura. Experiência feita com os leitores na livraria Ouvidor.

“O livro das semelhanças”, de Ana Martins Marques (Cia das Letras, 2015)
Imperdível.

“Formas do nada”, de Paulo Henriques Britto (Cia das Letras, 2012)
Toda sua poesia merece destaque, esse em especial.

“Barba ensopada de sangue”, de Daniel Galera (Cia das Letras, 2012)
Excelente romance sobre a ausência e esquecimento. Passado no litoral sul brasileiro, conta a história de um jovem em busca de isolamento.

“O marechal de costas”, de José Luiz Passos (Alfaguara, 2016)
Romance histórico urbano passado em 2013 nas jornadas de julho, em que a trineta do marechal Floriano Peixoto é empregada doméstica na casa de um sociólogo que assiste ao impeachment da Dilma. Muito bom e surpreende a condução da biografia do marechal entremeando a narrativa.


“Mais (um) nada”, de Jacynto Lins Brandão (Quixote-Do, 2020)
Surpreendente e sofisticado livro de poesia do professor e tradutor da UFMG. Sua poesia é um diálogo com os deuses.

“Luzes de Niterói”, de Marcello Quintanilha (Veneta, 2019)
Este é uma sugestão incrível de uma novela urbana em quadrinhos, lindamente desenhada, com uma narrativa rodrigueana e autorreferente da década de 50 em Niterói. Tudo é excepcionalmente bem-feito. Maravilhoso.

“Apátridas”, de Alejandro Chacoff (Cia das Letras, 2020)
Excelente e atual novela dos anos 90 no Brasil profundo: a história se passa em Cuiabá. Divertido e irônico ao mesmo tempo.

CLIQUE E CONFIRA A LISTA DE CADA UM DOS CONVIDADOS

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade