Publicidade

Estado de Minas Finanças

Em atraso: saiba quais dívidas você pode adiar durante a quarentena

Com o orçamento do mês comprometido, algumas contas acabam ficando para trás; mas qual delas é possível adiar?


Banco Bmg
Conteúdo patrocinado
Banco Bmg
postado em 08/07/2020 15:03 / atualizado em 08/07/2020 15:34

(foto: iStock)
(foto: iStock)

 

Finanças pessoais é sempre um assunto atrativo aos brasileiros que desejam organizar o orçamento e recomeçar a vida com menos dívidas. No período em que estamos, organizar as finanças é fundamental, já que o percentual de famílias endividadas, em abril de 2020, alcançou 66,6%, ou seja, o maior índice desde o início da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em janeiro de 2010.

Com a pandemia de Covid-19 e a instituição da quarentena em todo o país, no entanto, a situação financeira da população só piorou, devido às demissões e reduções de salário. Em cenários como este, infelizmente, é muito comum que a família brasileira passe a selecionar as contas que consegue pagar. Mas você sabe quais contas é realmente possível adiar durante a quarentena?

 

Confira dicas para desapertar o orçamento:

 

Adie boletos que tenham a menor taxa de juros

Antes de escolher quais contas adiar é importante saber qual a taxa de juros de cada uma dessas contas. Sabe-se que cheque especial e cartão de crédito, por exemplo, estão entre as cobranças com maiores taxas de juros do mercado financeiro. Portanto, esse tipo de dívida não pode ser adiada, mas paga sempre até a data do vencimento. Outras contas, com juros menores, podem ser negociadas posteriormente, sendo mais fácil adiar.

 

Adie contas de concessionárias

Nem todo mundo sabe, mas contas de água, luz, gás e telefone, as chamadas contas de concessionárias, podem ser prorrogadas por um período sem que haja corte do serviço. Para isso, é importante entrar em contato com a empresa fornecedora e explicar a situação. Contudo, vale um aviso: lembre-se de pagar todas essas contas assim que possível, afinal, são serviços básicos do dia a dia. Aproveitando, é muito importante, também, reduzir o consumo destas a fim de diminuir os gastos.

 

Adie vencimentos bancários

Devido a pandemia, alguns bancos optaram por prorrogar os prazos de pagamento de financiamentos e empréstimos, jogando parcelas atuais para as últimas. No entanto, é necessário conferir corretamente com a sua instituição quais foram as medidas para evitar o endividamento e o acúmulo de juros para, então, tomar a decisão de adiar ou não os pagamentos de vencimentos bancários.

 

Fuja de novos compromissos financeiros

Desapertar o orçamento familiar não significa abrir espaço para novas compras ou dívidas. O ideal é criar uma reserva de emergência e iniciar um hábito de investimentos para dar um novo rumo às suas finanças, mesmo diante da crise. Portanto, além de priorizar o pagamento de algumas contas, procure reduzi-las com urgência.

 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade