Publicidade

Estado de Minas CULTURA

Últimos dias para visitar obras de mestres italianos na Casa Fiat de Cultura


Casa Fiat de Cultura
Conteúdo patrocinado
Casa Fiat de Cultura
postado em 18/10/2018 11:09 / atualizado em 18/10/2018 15:27

 

 

A imagem de um único santo sob o olhar de grandes artistas dos períodos renascentista e barroco deu origem a obras de valor inestimável que podem ser vistas de perto nos últimos dias da exposição “São Francisco na arte de mestres italianos”, na Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte.

Exposição
Exposição "São Francisco na arte de mestres italianos", na Casa Fiat de Cultura


Mais que uma mostra sobre o ícone do catolicismo, trata-se de uma grande aula sobre a história da arte. Afinal, as obras expostas foram produzidas ao longo de séculos e cada uma delas traz particularidades que possibilitam saber mais sobre o artista e as técnicas usadas por ele.

Quem já visitou a exposição não consegue esconder o encantamento. “Eu vim sem muita empolgação, mas as obras são realmente maravilhosas, magníficas”, contou a estudante Fernanda Gramigda durante visita à mostra. A jovem gostou tanto que decidiu voltar depois para ver com mais detalhes a riqueza de cada peça.

A surpresa da visitante se justifica pela grandeza da mostra. Não foi fácil reunir as obras, vindas de 15 museus espalhados por sete cidades da Itália e também de uma coleção particular mantida pelo ator ítalo-americano Federico Castelluccio, conhecido pelo papel de Furio Giunta na série “The Sopranos”, da HBO. Um cuidadoso trabalho seguido de perto por profissionais especializados em acompanhar o transporte de obras de arte.

A mostra, no entanto, não se atém apenas às obras que puderam ser trazidas ao Brasil. A realidade virtual cumpre bem seu papel ao fazer com que o público se sinta dentro da Basílica Superior de Assis, uma construção histórica erguida no início do século XIII sobre uma colina na Itália Central. Óculos com tecnologia 3D transportam o público para dentro da basílica. Uma oportunidade rara de ver bem de perto obras-primas do pintor Giotto e o ciclo de afrescos ‘Le storie di San Francesco’, com a representação de 28 episódios da vida de São Francisco retratados em pinturas.

Flávio de Oliveira utiliza as peças em 3D com orientação do programa educativo da Casa Fiat(foto: Leo Lara)
Flávio de Oliveira utiliza as peças em 3D com orientação do programa educativo da Casa Fiat (foto: Leo Lara)


A tecnologia também tornou a exposição mais inclusiva, com peças pensadas para tornar a mostra mais acessível. Quadros 3D, modelados a partir das obras em exposição, permitem que pessoas com deficiência visual ou baixa visão sintam o trabalho dos artistas por meio do toque.

De maneira lúdica, crianças e adultos podem desfrutar de uma aula sobre técnicas de pintura no ateliê aberto. Oficinas para todas as idades convidam crianças, jovens e suas famílias a produzir a própria arte, criando uma galeria à parte no museu.

A mostra, que está em BH desde agosto se aproxima do fim. Mas ainda dá tempo de conhecer o trabalho dos grandes mestres italianos. A exposição fica em cartaz até 21 de outubro, na Casa Fiat de Cultura, localizada na Praça da Liberdade, Bairro Funcionários. As visitas acontecem de terça a sexta-feira, de 10h às 21h e aos sábados, domingos e feriados, de 10h às 18h. A entrada é gratuita.

Serviço:
Exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos na Casa Fiat de Cultura”
Curadoria: Giovanni Morello e Stefano Papetti
Até 21 de outubro de 2018
Terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Entrada gratuita


Publicidade