Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Judiciário

Eleitor questiona decisões do Supremo


22/05/2022 04:00

Humberto Schuwartz Soares
Vila Velha – ES

“Falta pouco para se concretizar a tríade de recompensas dos ministros ao seu benemérito. Quase todos eles foram nomeados por Lula ou Dilma e os ministros são beneficiados fiéis. Mesmo diante da maior corrupção da face da Terra, na Operação Lava-Jato, após condenação em três instâncias, Lula foi aliviado pelo STF devido a uma vírgula no volumoso processo que abalou a Petrobras, envolvendo dezenas de testemunhas arroladas pelo ex-presidente e, sem cercear a defesa, ouvidas pacientemente. Também, pelos ministros, foi superada a barreira da Ficha Limpa e o ex-condenado lidera as pesquisas para a eleição presidencial de 2022. Falta pouco para completar a tríade de benefícios. Com a fortuna de R$ 470 milhões do Fundo Eleitoral ao seu partido, os hábeis e caros advogados reivindicam indenizações pela prisão no confortável SPA em Curitiba e outras coisas mais. Tão logo chegue ao STF o processo das indenizações, conforme pautas anteriores, presume-se que serão prioritárias e, imediatamente, serão concedidas todas as indenizações – resta saber os valores. ‘Quem pariu Mateus que o embale’; a conta deveria ser dos ministros do STF, mas será de nós, demais contribuintes. Para o bem do Brasil: Lula nunca mais.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade