Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Drama

Novos empregos na informalidade


11/09/2021 04:00

Gregório José
Belo Horizonte

“Países latino-americanos estão comemorando a diminuição da taxa de empregos em suas nações. O problema é que grande parte dos empregos criados neste período de recuperação da pandemia da COVID-19 estão sendo criados através da informalidade. São pessoas que estão buscando alternativas à falta de empregos formais com garantias trabalhistas e seguros sociais. Segundo levantamento da Organização Internacional do Trabalho (OIT), no Brasil, a taxa é de 68%, enquanto em outros países gira em torno de 70%. Um documento desta mesma organização orienta que os governos devem criar metodologias e programas para combater a crise e criar postos de trabalho de melhor qualidade. Este mesmo documento aponta que a recuperação econômica na América Latina não é suficiente para trazer de volta os postos de empregos perdidos. Outro ponto assustador é que esta mesma análise da agência da ONU revelou que mulheres, jovens e pessoas com poucas habilidades profissionais foram afetados de forma desproporcional. Por seu lado, a informalidade leva os brasileiros a dependerem dos programas de transferência condicionada de renda, como o Bolsa Família do governo federal, ou outros temporários como vem sendo adotado por alguns governadores e prefeituras. O Brasil tem enfrentado uma tarefa complicada para encontrar o equilíbrio certo entre a promoção da igualdade social e a garantia da estabilidade dos beneficiários no programa.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade