Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas PÓLVORA

Os impactos da frase do presidente Bolsonaro


28/11/2020 04:00

Jeovah Ferreira
Taquari - DF    

"Escrevi, recentemente, um pequeno texto relatando  a atitude do tio Genaro ao ouvir do presidente Jair Bolsonaro a declaração "Quando acabar a saliva, tem que ter pólvora",  fazendo alusão às relações com o recém eleito presidente dos Estados Unidos da América (EUA), que falou sobre o fogo na Amazônia. Contei que o  tio Genaro, que já está com mais 90 anos, está disposto a combater, caso haja um confronto entre o Brasil e os EUA. Para isso, limpou a sua obsoleta espingarda cartucheira, que há mais de 50 anos está dependurada, e que,  acredito não fazer mais disparos. Contei do apuro que passei por ter dito que pela sua idade o seu sonho pudesse não ser  concretizado. Contornei a situação e no outro dia viajei. Passei alguns dias fora e, ao retornar, tive uma surpresa: encontrei o tio Genaro correndo no quintal e treinando rastejo, com o objetivo de não pagar vexame, caso seja convocado. Como o ancião está bem fisicamente, o único inconveniente é que nesse tempo chuvoso a roupa fica toda enlameada e é melhor jogá-la fora. E do jeito que vão os preços das coisas, repor as roupas do tio Genaro não vai ser fácil. Ainda bem que o "velhinho" está um touro. A frase do presidente Bolsonaro melhorou a vida do tio Genaro."

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade