Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas ROUBO

Problemas enfrentados com auxílio emergencial


28/07/2020 04:00

Marcos Lima
Belo Horizonte 

"No dia 12 de junho, fui na Caixa Econômica pegar minha segunda parcela do auxílio emergencial e o funcionário da instituição puxou no sistema e foi constatado que fui vítima de estelionatário. O mesmo me orientou que eu conversasse com a gerente que também puxou no sistema e foi confirmado que no dia 2 de junho foi gerado um boleto no valor de R$ 600. A gerente me orientou que eu fosse no posto da Polícia Militar onde foi gerado o boletim de ocorrência. Em seguida, retornei na Caixa Econômica e entreguei para a gerente onde ela me informou que ia passar para a Polícia Federal investigar e me deu um prazo de 10 dias úteis. Falando que eu ia ter o retorno via telefone ou SMD, mas não recebi nada. Quando foi no dia 17 de junho, a Caixa Econômica abriu uma conta virtual de contentamento dando prazo de 10 dias. No dia 24 de junho, voltei à Caixa Econômica para ver se tinha alguma posição e a gerente me falou que está em análise. No dia 17 de julho, voltei à agência e a gerente usou os mesmos dizeres, alegando que o caso está em análise. Acredito que o banco  deveria investigar e apurar para depois passar para Polícia Federal."

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade