Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

O coronavírus e a sopa de morcego


postado em 28/01/2020 04:00

Jose Pedro Naisser
Curitiba

“Não foi preciso recorrer à ciência para detectar a epidemia nas cidades atingidas pelo vírus letal  coronavírus. Especialistas citaram que na cidade de Wuhan e cidades do entorno, milhares de pessoas fizeram consumo de sopa de morcegos, que foram caçados vivos e consumidos em mercados. Agora, as autoridades insistem no fechamento deles, porque os animais não são submetidos ao controle sanitário. Mais uma vez, os chineses dão mau exemplo de uso da biodiversidade em sua cadeia alimentar, como também utilizam animais para efeitos afrodisíacos, o que já foi provado por especialistas não ter nenhum efeito chás de chifre de rinoceronte e presas de elefante mortos na África e na Ásia. Quem sabe agora, depois dessa ‘lei da causa e efeito’ em milhões de pessoas em pleno ano-novo lunar e ano do Rato, eles se conscientizem de que sopa de morcego nunca mais? São aproximadamente 20 milhões de pessoas presas em seus lares em Wuhan e cidades vizinhas, que agora pagam caro pela forma errada  no consumo de sopa de morcego em sua cadeia alimentar. Por aqui,  somos também vítimas, mas não dos morcegos, e sim dos poderosos agrotóxicos, que entram com autorização do governo sem nenhuma restrição. Esse é o mundo hoje na biodiversidade e na cadeia alimentar."

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade