Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas FINANÇAS

Assessor de investimentos dá dicas para organizar as contas


postado em 28/12/2019 04:00

Leandro Feu
Belo Horizonte

"Começar um novo ano significa renovar as esperanças e rever os projetos de vida. Para se ter uma vida financeira mais controlada e sem apertos financeiros, alguns passos devem ser tomados. O primeiro deles é se livrar das dívidas e priorizar o seu pagamento. Para isso, é necessário negociar com o credor a melhor forma de pagamento, seja por meio de uma renegociação para a redução dos juros ou o alongamento do prazo para que a parcela possa caber no bolso. Após se livrar das dívidas, é preciso ter consciência dos gastos e criar um planejamento que evite a geração de novas dívidas e, assim, ter uma vida financeira mais saudável. E este é um dos erros mais comuns cometidos pelas pessoas: não ter o controle planilhado de suas despesas mensais.
Para um planejamento financeiro eficiente, é preciso planilhar todas as suas receitas e despesas, sem desconsiderar nenhuma delas. A principal virtude de um bom planejador é seguir o seu projeto com disciplina, pois será necessário repetir tais ações todo mês para evitar surpresas inesperadas no meio do caminho. O mais importante é ter a rotina de anotar e, para isso, até um caderno é válido. Primeiro, é preciso separar as receitas das despesas e depois analisar o resultado líquido do período. A receita é o mais fácil, é o salário mensal, o rendimento de um investimento, o recebimento de um aluguel ou outras fontes. Já as despesas podem ser fixas e variáveis. Importante é deixar bem explícito na planilha o que é despesa fixa e o que é despesa variável. As despesas fixas são as que variam pouco ou nada de um mês para o outro. São contas como o aluguel, condomínio, parcela do carro ou do imóvel, energia elétrica, telefone, internet, TV a cabo, plano de saúde e outros. As despesas variáveis são as que mudam de um mês para o outro, como supermercado, farmácia, restaurante, transporte, salão de beleza, lazer e outros. E, mesmo sendo variáveis, podemos fazer uma média dos gastos mensais para ter uma certa previsibilidade quanto aos próximos períodos. Não podemos nos esquecer das despesas que surgem no início do ano, como o IPVA, IPTU, material escolar, renovação de seguro e a fatura dos presentes de Natal. Separe uma parte do seu 13º salário ou de alguma bonificação para pagar essas despesas. Caso seja um profissional autônomo, guarde parte do seu salário, todo mês, já pensando nesses gastos de início de ano. Após ter um controle organizado, o primeiro objetivo é fazer com que as suas receitas sejam maiores que suas despesas. Se os gastos são maiores do que sua renda, utilize o seu controle para descobrir qual despesa pode ser reduzida ou até mesmo eliminada. Caso suas receitas sejam maiores do que as despesas, parabéns! Você já conquistou uma primeira etapa. O próximo passo é incluir nas ‘despesas fixas’, a parcela destinada aos investimentos.
Um erro que é cometido pela maioria das pessoas é ‘investir o que sobra’, porém, na prática, o que acaba acontecendo é que nunca sobram recursos. Por isso, o ideal é que a parcela de recursos destinados a investimentos seja considerada como uma despesa fixa. Todas as pessoas têm objetivos financeiros de curto, médio e longo prazos. Esses objetivos devem estar alinhados com o perfil do investidor, ou seja, o grau de risco que o mesmo se dispõe a correr com sua carteira de investimentos. Pode parecer complexo e trabalhoso criar um planejamento financeiro, mas o fruto desse esforço é ter uma vida organizada e sem surpresas. Além disso, podem-se antecipar bons anos na tão almejada independência financeira ou até mesmo na aposentadoria. Não é necessário esperar a virada do ano para começar o planejamento, ele deve ser iniciado o quanto antes."
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade